Tamanho do texto

Treinador disse que derrota diante do Fluminense se deu, principalmente, pelo começo ruim da equipe no duelo no Morumbi

A derrota do São Paulo diante do Fluminense , nesta quarta-feira, tirou o time de Adilson Batista do G4 do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 20 rodadas disputadas. De acordo com o comandante, o novo revés em casa aconteceu por conta do péssimo começo da equipe no duelo dentro do Morumbi. Adilson acha que o seu time estava sonolento em campo.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Nós acabamos perdendo de uma boa equipe, bem treinada, grandes jogadores, pelos primeiros 20 minutos de lentidão, sonolência, dispersão. Uma série de coisas que você acaba pagando o preço. Depois melhoramos no 2º tempo e quando estavamos melhor, sofremos o 2º gol, uma ducha de água fria", disse o treinador são-paulino.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

"Do jeito que entrou, ia perder. Não pode entrar daquela maneira, assistindo, olhando, sonolento. Foram só 15 desarmes, é muito pouco. O Fluminense teve três ou quatro situações para liquidar o jogo", completou Adilson Batista.

O técnico disse ainda que sempre tenta passar seu estilo de jogo aos seus comandados, mas que, dessa vez, não deu certo. "Como eu sou fora de campo? Eu sou vibrante. Eu tento passar isso para eles, é a minha intenção. Cobrei isso deles, mas pagamos o preço. A gente tem alertado, é nossa função. Mas infelizmente não foi possível hoje", avaliou.

O próximo compromisso do São Paulo é contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, sábado, em Florianópolis. Adilson Batista aposta no bom retrospecto como visitante para se recuperar no Brasileirão. "Estamos com boa campanha fora de casa. Vamos para lá e tentar vencer", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.