Tamanho do texto

Jogador já lutou contra o rebaixamento quando defendia o Figueirense em 2005, com Adilson Batista

O volante Marquinhos Paraná é um dos jogadores mais experientes do Cruzeiro e está no clube desde 2008. O jogador acredita que esse é o pior momento desde sua chegada, mas acredita na reação. Paraná pode falar com particularidade da luta contra o rebaixamento, já que escapou com o Figueirense em 2005.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Paraná fez sua análise sobre o atual momento do time. “Já estou aqui a quatro anos e nunca passei por isso. Temos que estar preparados não só para os bons momentos. É nos momentos difíceis que os bons se revelam. No Cruzeiro, sempre vi o outro lado ( Atlético-MG ) em situação difícil. Mas Cruzeiro é time de chegada. Ainda há tempo de sair dessa situação”, avaliou o jogador.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e convide os seus amigos

O volante já vivenciou essa situação de lutar contra o fantasma do rebaixamento, quando defendeu o Figueirense. “Já lutei no Figueirense em 2005, quando conheci o Adilson Batista. Saímos da degola na penúltima rodada. Aqui ainda tem muito tempo, estamos em um clube que dá condição e tenho certeza que vamos sair dessa”, afirmou o jogador.

Sobre o grupo estar fechado ou não, Paraná afirmou que o importante é o time se ajudar durante os jogos e aproveitou para alfinetar o rival Atlético-MG. “Nosso grupo está fechado. O rival (Atlético-MG) fecha e não está tendo resultados. Temos que mostrar é dentro de campo. Se não fizer nada em campo, não adianta fechar para mostrar que está fechado”, concluiu.