Tamanho do texto

Meia, que iria pendurar as chuteiras no final deste mês, vai esperar o final do Apertura, em dezembro

O meia argentino Juan Sebastián Verón, do Estudiantes de La Plata, assegurou nesta sexta-feira que não vai se aposentar no final deste mês, como anunciou há poucos dias. Ele vai esperar até dezembro, quando terminar a temporada, por pedido da torcida.

Devido a problemas físicos, o jogador ia pendurar as chuteiras este mês, após jogar em casa no último dia de outubro contra o Racing Club, mas explicou que tomou a decisão de "esticar" sua aposentadoria até o último jogo do Apertura argentino, no qual o clube platense enfrentará o Unión de Santa Fé. "Era tudo às pressas", admitiu.

Verón, de 36 anos, não conseguiu se recuperar totalmente de uma operação no tornozelo direito à qual foi submetido há alguns meses. Nos últimos tempos ganhou força no mundo do futebol a possibilidade de que o meio-campo possa integrar a comissão técnica da seleção argentina.

Verón mantém uma boa relação com os jogadores da seleção argentina, especialmente com Lionel Messi, que foi seu companheiro de quarto na Copa da África do Sul. Com a camisa argentina, Verón jogou as Copas do Mundo da França 1998, Coreia do Sul-Japão 2002 e África do Sul 2010.