Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Venda de Jonathan pode salvar finanças

Especula-se que o Cruzeiro receba cerca de R$ 4,3 milhões por 50% de seus direitos vendidos ao Santos

Gazeta |

A falta de dinheiro em caixa seria a principal razão para a venda do lateral direito, Jonathan, ao Santos. O Cruzeiro deve fechar o ano com déficit nas contas. Até o momento, o clube lucrou cerca de R$ 6 milhões com venda de jogadores, valor aproximadamente cinco vezes menor do que o arrecadado no ano passado.

O Cruzeiro não revela detalhes sobre a transação de Jonathan, mas especula-se que o Cruzeiro receba algo próximo de R$ 4,3 milhões por 50% dos direitos do atleta. A intenção do clube celeste é permanecer com parte do lateral, para que em uma negociação futura, o Cruzeiro ainda possa receber algum dinheiro.

O próprio Jonathan revelou que se fosse para ajudar o Cruzeiro a melhorar a situação financeira, ele aceitaria jogar no Santos sem problemas. "O Cruzeiro hoje se encontra em uma situação delicada e talvez esteja precisando vender algum jogador", comentou o atleta.

Para manter as contas em dia, e pagar a compra do armador Montillo, o Cruzeiro chegou a recorrer a um empréstimo bancário. O atleta argentino custou aos cofres celestes cerca de R$ 6,2 milhões. Além de Montillo, a Raposa gastou outros R$ 6 milhões com a contratação ou empréstimo dos seguintes jogadores: Kieza, Robert, Rômulo, Everton, Edcarlos e Léo.

Dessa forma, a venda de Jonathan serviria para tentar equilibrar as finanças, e começar o ano de 2011 com um orçamento bem mais modesto, que em anos anteriores. Para se ter uma idéia, em 2009, o Cruzeiro negociou R$ 60 milhões em jogadores, mas tirando a porcentagem de investidores, que em alguns casos possuem parte dos direitos dos atletas, a Raposa ficou com apenas R$ 32 milhões deste valor.

Leia tudo sobre: GuaraniLéo CitadiniDouglasArgel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG