Time fez campanha dramática, com 17 vitórias por apenas um gol, mas no meio disso houve uma goleada histórica sobre o São Paulo

Adriano faz o gol da vitória do Corinthians sobre o Atlético-MG
Agência O Globo
Adriano faz o gol da vitória do Corinthians sobre o Atlético-MG
Uma palavra define bem os gols mais importantes do Corinthians na sua trajetória até a rodada final do Campeonato Brasileiro : drama. Não faltou tensão para o corintiano ao longo das 37 rodadas disputadas até aqui. Das 21 vitórias, em 17 delas o triunfo veio por gol de diferença. Há até empates arrancados na bacia das almas em jogos que pareciam perdidos.

LEIA MAIS: Veja os gols decisivos do Vasco no Brasileirão 2011

Foi assim nos marcados nos confrontos fora de casa contra Internacional e Vasco. Alex e Danilo fizeram gols importantes que evitaram uma derrota que na altura do campeonato daqueles jogos, poderiam dar ao time carioca rival ao título a possibilidade de arrancar na liderança.

O Corinthians é o líder. Veja a classficação do Brasileirão 2011

Há ainda os gols solitários marcados em jogos tensos longe do Pacaembu. Liédson contra o Figueirense, Ramírez contra o Ceará, Paulinho contra o Cruzeiro. Jogos em que cada fio de cabelo do corintiano ficou de pé por 90 minutos.

CONFIRA AINDA: Alessandro diz que Flamengo não precisa de torcida de corintianos

Fora de casa o drama foi enorme, mas entre os mais lembrados estão alguns especiais marcados no Pacaembu em viradas já históricas. Ralf , contra o Vasco, os dois de Liédson contra o Flamengo e o maior deles, o de Adriano , contra o Atlético-MG, já beirando os acréscimos. Outra virada inesquecível foi aquela conduzida por Emerson , contra o mesmo rival, em Ipatinga. Os 2 a 0 contra viraram 3 a 2 ao fim dos 90 minutos.

Nessa carga de drama que foram os gols do Corinthians no Brasileirão há espaço contudo para um dos momentos mais felizes para o corintiano no ano. A goleada por 5 a 0 sobre o rival São Paulo, uma das poucas vitórias folgadas da campanha. No último gol do dia inesquecível, Jorge Henrique contou com a colaboração do maior dos jogadores são-paulinos, Rogério Ceni.
null
Adriano contra o Atlético-MG
Vitória por 2 a 1 manteve o Corinthians com dois pontos a mais que o Vasco.

Liédson contra o Figueirense
Vitória magra permitiu ao time chegar à última rodada dependendo de um empate para ser campeão.

Paulinho contra o Cruzeiro
A vitória por 1 a 0 manteve o Corinthians junto ao Vasco na classificação.

Alex contra o Internacional
O time perdia e via o Vasco abrir três pontos na ponta da tabela. O meia acertou um bonito chute de falta e empatou o jogo, diminuindo o prejuízo.

Ramírez contra o Ceará
O Palmeiras dava uma mãozinha, empatava com o Vasco e uma vitória daria a chance de o Corinthians abrir dois pontos na tabela. O peruano, que só fez seis jogos na campanha, saiu do banco e fez um belo gol.

Liédson contra o Flamengo
O atacante marcou o gol da virada sobre o time carioca no Pacaembu em partida que até a metade do primeiro turno era apontada como final antecipada. O Pacaembu foi abaixo.

Jorge Henrique contra o São Paulo
O atacante fechou a goleada histórica por 5 a 0 com um gol de fora da área e frangaço do Rogério Ceni.

Danilo contra o Vasco
O Vasco tinha dois pontos de vantagem, vencia o jogo e tinha a chance de abrir cinco pontos na liderança. O meia marcou de cabeça o gol que definiu o placar em 2 a 2.

Ralf contra o Vasco
O Vasco vencia o jogo com gol logo no início, mas o Corinthians conseguiu se impor e virar ainda no primeiro. Ralf fez o gol que igualou a partida. Foi seu único gol na campanha.

Emerson contra o Atlético-MG
O Corinthians perdia por 2 a 0 no intervalo. Emerson entrou e logo marcou o primeiro, incendiando o jogo e abrindo o caminho para a virada. Ele ainda deu um passe para gol e sofreu um pênalti.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.