Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Veja o que atrapalha o acerto entre Corinthians e City por Tevez

Clube paulista não aumenta oferta e precisa dobrar ingleses até a meia-noite de quinta

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O pessimismo tomou conta do Corinthians nesta terça-feira, dia crucial para encaminhar a negociação com Carlitos Tevez. O Manchester City, com quem o jogador tem contrato até junho de 2014, aceita vendê-lo, mas não concorda com as condições propostas pelo Corinthians. Veja as duas principais etapas que o clube paulista deve passar entre esta terça-feira e a meia-noite de quinta-feira para conseguir ter seu ídolo de volta.

AE
Tevez: corrida contra o tempo para voltar ao Corinthians

1º - Convencer o Manchester City a aceitar suas condições de pagamento

O clube paulista já avisou que não aceita aumentar sua oferta inicial nem mesmo alterar a forma de pagamento ao clube inglês. A proposta é de 40 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões) a serem pagos em quatro parcelas anuais a partir de 2012, quando o clube passará a receber cotas de TV em valores superiores a R$ 100 milhões. O City quer ter a primeira parcela do pagamento no ato da venda do jogador, nesta semana, e o Corinthians não tem esse valor. "Não podemos gastar o que não temos. Comprometeria todo nosso fluxo de caixa e isso não podemos fazer", disse Roberto de Andrade, diretor de futebol corintiano, à rádio Bandeirantes, na segunda-feira.

2º -  Registrar transferência na Fifa até a meia-noite de quinta-feira

Caso o City recue e aceite as condições propostas pelo Corinthians, a etapa seguinte será registrar o nome de Tevez como jogador do clube paulista na Fifa. De acordo com as regras de transferências internacionais, o nome de Tevez precisa ser registrado na entidade e isso só acontecerá depois de Corinthians e Manchester City trocarem entre eles as minutas do contrato de transferência. Com assinaturas dos dois clubes e de Carlitos Tevez, o registro na Fifa poderá ser feito.

A janela de transferências de jogadores de clubes estrangeiros para brasileiros se fecha nesta quarta-feira, dia 20. O curto tempo atrapalha e o presidente Andrés Sanchez, desde o anúncio feito da proposta ao Manchester City há uma semana, admitia que ele seria o principal entrave para um fial satisfatório para o acordo. Tanto que na quinta, após a vitória sobre o Internacional, disse que a proposta corintiana estaria válida para o início do ano que vem .

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão 2011tevezmanchester city

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG