Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Veja cinco motivos que praticamente tiraram o título do Botafogo

Mudanças na escalação, queda de rendimento de jogadores. Saiba o que mudou na equipe carioca

iG Rio de Janeiro |

Após a derrota de 2 a 0 para o Vasco, no último domingo, os próprios jogadores do Botafogo e o técnico Caio Júnior admitiram que o time praticamente perdeu todas as chances de conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Com 55 pontos, na quinta colocação, o time carioca está seis atrás de Corinthians e Vasco, respectivamente primeiro e segundo colocados na tabela.

Leia mais: Botafogo é o quinto colocado no Brasileirão. Veja a tabela atualizada

Chances para assumir a ponta não faltaram ao Botafogo. Em pelo menos três oportunidades, se tivesse vencido seus adversários, o time de General Severiano teria empatado na primeira colocação com os rivais. Por isso, a equipe realizou uma reunião para tentar entender o que aconteceu nas últimas rodadas. A preocupação agora é garantir pelo menos a vaga na Copa Libertadores de 2012, já que Flamengo e São Paulo aparecem como ameaça para a quinta colocação.

Veja também: Junta não atende pedido de impugnação e eleição segue no Botafogo

"Temos que cobrar de nós mesmos, da comissão técnica e dos atletas. Em uma situação dessa, temos que olhar para nós mesmos e entender o que estamos fazendo errado.Todos têm que assumir responsabilidade. A diretoria tem responsabilidade, a comissão técnica tem responsabilidade e os jogadores têm responsabilidade. Não tem como transferir", disse o gerente de futebol do Botafogo, Anderson Barros.

Leia também: Diferente de Caio Júnior, Maicosuel ainda acredita no título

O iG separou cinco motivos que ajudaram a acabar com as pretensões de título do Botafogo. Queda de rendimento de jogadores importantes, mudanças seguidas no time. Alguns fatos ajudam a entender porque o time carioca se desviou da rota da conquista do tão sonhado tricampeonato. Veja na lista abaixo:

Queda de rendimento de jogadores importantes
Se Elkeson foi o grande destaque do Botafogo no primeiro turno, e Cortês chegou até a seleção brasileira com atuações impressionantes, o rendimento da dupla caiu bastante na reta final do segundo turno. Importantes no esquema do técnico Caio Júnior, os jogadores não conseguiram decidir partidas complicadas como fizeram na primeira metade do campeonato, contra Vasco e Fluminense, por exemplo.

Veja mais: Após seleção e interesse europeu, Cortês conhece primeiras vaias

Mudanças no time titular
Se o esquema tático 4-2-3-1 nunca foi alterado pelo técnico Caio Júnior, a constante troca das peças acabou fazendo o time perder consistência. Herrera acabou sacado para a entrada de Felipe Menezes em alguns jogos, mas depois foi a vez do próprio meia perder lugar no time. Renato atuou como volante e mais avançado, Elkeson foi para o banco de reservas na derrota contra o Avaí. A escalação do time, que estava na ‘ponta da língua’ do torcedor, virou ponto de interrogação.

Gols sofridos no começo dos jogos
Nas últimas cinco derrotas da equipe carioca no Campeonato Brasileiro, em todas o Botafogo acabou sofrendo um gol cedo, até os primeiros 15 minutos de jogo. Os próprios jogadores admitiram a dificuldade da equipe em atuar com o placar adverso. Quando a partida é no Engenhão, o time ainda acaba sofrendo com a ira do torcedor que, sem paciência, vaia o time.

Desgaste com eliminação na Sul-Americana
Além do desgaste físico, a eliminação na Copa Sul-Americana parece ter abalado o elenco. Após a goleada de 4 a 1 sofrida para o Santa Fé, o Botafogo disputou três partidas, com duas derrotas. Pior, para adversários diretos na briga pelo título e por uma vaga à Libertadores: Vasco e Figueirense. As criticas após a eliminação fizeram até o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, aparecer para defender o elenco.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba as notícias do seu time em tempo real

Fim do casamento com a torcida
O mito de que a torcida do Botafogo não comparece ao estádio Engenhão foi desfeito neste Campeonato Brasileiro. Com média de público de 17 mil torcedores, a sexta melhor do torneio, o time carioca havia se tornado um time quase imbatível em casa. Porém, os tropeços, o mau futebol apresentado e as declarações do técnico Caio Júnior acabaram colocando fim ao casamento feliz com a torcida do Botafogo. Além da paciência dos torcedores ter diminuído, vaiando os jogadores a cada erro, contra o Vasco, por exemplo, em um jogo decisivo, a presença dos botafoguenses foi menor que da torcida adversária.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente a disputa pelo título brasileiro

 

Leia tudo sobre: BotafogoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG