Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Veja as melhores estatísticas dos titulares no clássico Gre-Nal

iG faz levantamento dos 22 atletas que devem atuar e aponta virtudes de cada um para o jogo de domingo

Gabriel Cardoso e Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Renato Gaúcho e Paulo Roberto Falcão fazem mistério nas escalações para o Gre-Nal que decidirá o Gauchão. As certezas são os desfalques. Escudero e Fernando, suspensos, e André Lima e Gabriel, machucados, no Grêmio. Tinga, suspenso, no InterGuiñazu e Bolatti foram absolvidos na quinta-feira à noite.

Os times, porém, não devem mudar drasticamente a composição do último clássico, vencido pelo Grêmio. É verdade que Renato não indicou a formação em treino e Falcão só abriu os portões do Beira-Rio na quinta-feira, mas é possível projetar quem irá atuar.

Saiba aqui quais os atributos e necessidade de melhora de cada um dos 22 atletas que devem atuar. Afinal, a partida vale título. O Grêmio pode até perder por 1 a 0 ou 2 a 1 que será o campeão.

Os números são da Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad

Grêmio

Victor: Retorna ao time após lesão no ombro direito. Enquanto esteve em atuação, por 13 partidas, foi o goleiro mais exigido. São 32 defesas.

Mário: A maioria dos 11 jogos foi com o time reserva. Improvisado como lateral, o zagueiro precisa de confiança. Tem 75% de acerto na tentativa de desarmar o rival.

Rodolfo: Precisa diminuir o número de faltas. São 22 em 12 jogos, um delas um pênalti. É perigoso abusar deste recurso em clássico.

Vilson: São apenas sete jogos, afinal, passou muito tempo machucado.

Gilson: Precisa melhorar os cruzamentos. Tem apenas cinco acertos em 12 jogos. São 18 erros.

Futura Press
Fábio Rochemback é o capitão do Grêmio
Fábio Rochemback: Capitão e líder do time. Também em dois quesitos. É quem mas fica co a bola no pé: 1min37s, em média. Tem 55 lançamentos corretos, um aproveitamento de 61,1%. Tudo isso em 12 jogos.

Adilson: É o melhor ladrão de bola do campeonato. Conseguiu 40 desarmes em 14 jogos (quase três por partida). Precisa, porém, melhorar o passe. Erra, no mínimo, outros três a cada 90 minutos.

Lúcio: É o garçom do Olímpico. Foram seis assistências para gol em 13 jogos. É também quem melhor cruza para área: são 16 acertos, média de 1,2 por partida. Volta a ser titular após lesão.

Douglas: Tirando os atacantes Borges, Leandro e Viçosa, é o artilheiro do time com quatro gols. A maior qualidade está no passe: 80,5% de aproveitamento.

Leandro: É a melhor individualidade. Das nove finalizações que tem no campeonato, fez sete gols. Ainda superou o rival com 15 dribles. Ficou quatro vezes impedido.

Junior Viçosa: Tem só dez jogos, mas aparece como líder no quesito finalização. São nove certas. Precisa melhorar o domínio, afinal, não tem bom controle da jogada. São 45 bolas perdidas. Nada que um gol não resolva...

Internacional

Renan: O goleiro é um dos mais motivados pois reconquistou a titularidade e foi mantido mesmo com a recuperação de Lauro. Jogou os últimos quatro jogos e teve uma média de 1,2 defesa por jogo.

Nei: Enquanto Kleber brilha no ataque, Nei prefere ficar mais na defesa. Foram 30 desarmes no Gauchão. Média de 3,3 por jogo.

AP
Andrezinho é homem de confiança de Falcão
Bolívar: Capitão do time. Foi bastante contestado nos últimos jogos, mas deve ser mantido como titular. Disse durante a semana que espera usar as críticas como motivação.

Índio: Zagueiro-artilheiro. A história conspira a favor dele. Já fez cinco gols no Grêmio.

Kleber: Líder em assistências, já deu cinco passes para gol. Também é quem mais tenta cruzamentos (média de 6,1 por jogo).

Bolatti: Tem mostrado boa contribuição ofensiva. Já fez quatro gols na temporada.

Guiñazu: É o jogador que mais acertou passes: 551. O volante também é o mais indisciplinado do Beira-Rio. Foram cinco cartões amarelos e uma expulsão em 11 jogos.

Andrezinho: Mais um que ganhou a posição coma chegada de Falcão. Foi o autor do primeiro gol do Inter no último Gre-Nal. Pode fazer a diferença nas cobranças de falta.

Oscar: Melhor individualidade do Beira-Rio. Já conseguiu 31 dribles (média de 3,1 por jogo).

D´Alessandro: O argentino tem a melhor média de acerto de passes por jogo (50,2%). Também é quem fica com mais posse de bola (2 minutos e 26 segundos por partida). Já deu quatro assistências para gol.

Damião: Artilheiro do time no ano. Já fez 20 gols e chegou a ser chamado para a seleção brasileira. Fez gol nos dois Gre-Nais que participou. É quem mais chuta a gol por jogo: média de 4,6.

Leia tudo sobre: grêmiointernacionalcampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG