Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Veja 5 motivos para acreditar ou não em Adriano no Corinthians

Perto de voltar a jogar, Adriano é cercado dúvidas. iG aponta os prós e contras do "Imperador"

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Adriano deve iniciar os treinos com o elenco do Corinthians na próxima semana. No dia 20, completa cinco meses da cirurgia no tendão de Aquiles esquerdo. Este foi prazo dado pelos médicos do clube quando ele foi operado. Faltando 15 rodadas para o fim do Brasileirão, a estreia do "Imperador" está próxima de acontecer:  deve ser em outubro . Dará certo? O iG colocou no papel os prós e os contras que cercam a estreia do atacante de 29 anos. Para os profissionais do Corinthians, os dias para o retorno do "Imperador" já podem ser contados nos dedos.

"Ele pode ter condições de ir para um treino físico e técnico na semana que vem. A ideia é que ele faça finalizações, trabalhos de velocidade e até um mini-coletivo. Estamos no meio de setembro, tem mais dois meses e meio de campeonato. Não há tempo para um período de pré-temporada. É um atleta dedicado, o conheço da Seleção, faz tudo o que você pede", disse o novo preparador físico do Corinthians, Fábio Mahseredjian, que até liberou "uma cervejinha uma vez por semana".

Futura Press
Adriano já fez trabalhos leves com bola

Veja abaixo cinco motivos para acreditar e cinco para não acreditar que o "Imperador" terá sucesso no Corinthians.

Por quê acreditar em Adriano?

1 – Ele será o atacante de referência na área que falta ao Corinthians
O Corinthians é o sétimo time que mais faz cruzamentos na área adversária para buscar o gol. Porém, apenas dois dos 35 gols marcados foram de cabeça. Liedson, artilheiro do time, fez apenas um dos seus 19 gols no ano de cabeça. No Brasileiro, o camisa 9 fez todos seus oito gols chutando com o pé direito. Adriano seria uma opção importante para este tipo de jogada. Tite sentiu falta de um jogador com as características de Adriano contra o Fluminense. "Faltou um jogador de área. Um Adriano para colocar na área com Liedson", disse Tite.
 

Futura Press
Adriano já fez trabalhos leves com bola
2 – Adriano sempre foi bem atuando no Brasil
Por Flamengo e São Paulo, Adriano construiu uma boa média de gols. Pelo Flamengo, nas duas passagens, marcou 46 gols em 91 jogos, uma média de um gol a cada dois jogos. No São Paulo foi ainda melhor. Fez 17 gols em 28 jogos, média de 0,61 gols por jogo.

Veja a ficha completa de Adriano no iG Esporte

3 – Copa de 2014 como motivação extra
Fora última lista para a Copa de 2010, Adriano tem como objetivo principal estar na Copa do Mundo do Brasil em 2014. E uma volta à seleção brasileira passa unicamente por uma boa performance no Corinthians. “Concorrentes”, como Leandro Damião, estão um passo a frente do "Imperador", que precisa correr atrás para ganhar uma oportunidade com Mano Menezes.

4 – Boa campanha corintiana diminuiu pressão
Adriano teve a sorte de durante toda sua recuperação ter visto o Corinthians sempre nos primeiros lugares da tabela. Com o time na liderança, teve tranquilidade para realizar todas as etapas do seu tratamento sem pressa e cobranças extras. O corpo médico está precavido e volta só acontecerá quando clube estiver certo de que o risco de lesão muscular é baixo.

5 – Apoio do time é irrestrito
Os jogadores do Corinthians sabem que Adriano ajudará o time a suportar melhor a pressão por resultados na reta final do Campeonato Brasileiro. Pressionados pela queda de rendimento, os corintianos têm em Adriano uma nova “vidraça” para críticas. E o “Imperador” diz que está “calejado”.

Por quê não acreditar em Adriano?

1 – Forma física ainda não é ideal
Apesar dos intensos trabalhos físicos de condicionamento para a recuperação de lesão no tendão de Aquiles esquerdo, o jogador não atingiu seu peso ideal neste período e voltará aos campo com uns quilos a mais. Oficialmente, o Corinthians diz que o jogador está quatro quilos acima do peso.

2 – Falta de entrosamento pode pesar
O Corinthians terá poucos jogos no Brasileiro para que Adriano tenha uma sequência e assim adquira um entrosamento com os colegas de equipe. Com estreia prevista para outubro, o “Imperador” deve ter no máximo 10 jogos para jogar neste ano.

3 – Longo período de inatividade
Adriano não participa de um jogo oficial desde o dia 8 de janeiro. Serão nove meses de espera até sua estreia. Jogadores que ficam muito tempo sem atuar demandam um período maior para adquirir ritmo e, assim, é até natural que os primeiros jogos não sejam os ideais. O problema é que Adriano terá poucos jogos para atuar neste ano.

4 – Esquema de Tite exige dedicação à marcação
Adriano sempre se notabilizou pelo faro de gol e oportunismo. Sua preocupação única é marcar gols. Mas no Corinthians de 2011 a situação é diferente. Todos atacantes têm se destacado pela ajuda na marcação, até Emerson, que demorou para pegar o “espírito”, teve de se adequar. Com Adriano não será diferente.

5 – Comparações a Ronaldo podem atrapalhar
Ronaldo ficou ausente de boa parte do Brasileirão de 2010, mas voltou nos últimos nove jogos e o time conseguiu resgatar bons resultados, apesar de ter ficado sem o título. Adriano entra no time com a mesma expectativa, mas com muita desconfiança. "Pensando bem, é bem difícil ser como ele é, mas vou tentar ser 60%, 70% do que ele foi para o Corinthians", disse Adriano, ao jornal "O Globo"

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão 2011adriano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG