Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Veja 10 fatos que levaram o Cruzeiro do céu ao inferno em 2011

iG listou principais motivos da fraca campanha do time no Brasileirão, que pode culminar com rebaixamento

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O Cruzeiro começou a temporada voando, com uma campanha que impressionou toda a América do Sul na primeira fase da Libertadores. Por que então o time que chegou a ser chamado de "Barcelona das Américas" caiu tanto de produção no segundo semestre e hoje luta contra o rebaixamento no Brasileirão? O iG listou os dez principais motivos da degringolada, que pode terminar com uma inédita queda para a Série B do principal torneio do país.

1 - Eliminação traumática na Libertadores

Depois de ter a melhor campanha da primeira fase no torneio continental, o Cruzeiro caiu diante do inexpressivo Once Caldas, da Colômbia. Apontado como um dos favoritos à conquista do torneio, o time venceu a primeira partida em Manizales mas deu vexame em casa nas oitavas de final e perdeu por 2 a 0, dando adeus ao sonho do tricampeonato

2 - Desmanche do elenco

A base do time montado para a temporada foi alterada. O presidente Zezé Perrella negociou o zagueiro Gil, o volante Henrique e o atacante Thiago Ribeiro, todos considerados titulares. A jovem promessa Dudu também não teve tempo de mostrar serviço na Toca da Raposa II e fez as malas para o futebol ucraniano.

3 - Jogos no interior

Vipcomm
Wallyson fraturou o tornozelo e só volta ao time em 2012

Se em 2010 o time se virou bem no interior e chegou ao vice-campeonato brasileiro, em 2011 a situação é diferente. Sem casa e sem identidade com a torcida do interior, o time não consegue se impor como mandante e acumula tropeços em Sete Lagoas, Ipatinga e Uberlândia.

Com a má performance e desgastados com as viagens a Uberlândia e Ipatinga, os jogadores imploraram e a diretoria decidiu que, até dezembro, a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, será o estádio escolhido.

4 - Ilusão do Campeonato Mineiro

Mais uma vez, o Cruzeiro foi campeão mineiro, um torneio pouco competitivo e que pode gerar ilusões, como o próprio técnico Emerson Ávila já disse para quem quisesse ouvir. No Brasileirão, o time encontrou adversários mais qualificados e caiu na real.

 5 - Ambiente político

O presidente Zezé Perrella assumiu o cargo de Senador com a morte do ex-presidente e então senador por Minas Itamar Franco e se mudou para Brasília. O time perdeu sua referência sem o principal mandatário, que ainda anunciou que não concorrerá à reeleição, em outubro.

6 - Grupo rachado

Vipcomm
Wallyson fraturou o tornozelo e só volta ao time em 2012

Os jogadores juram que não, mas houve desgaste entre vários atletas. O mais nítido ocorreu entre Roger e Gilberto, que depois de muita polêmica, acabou rescindindo seu contrato com o clube mineiro.

7 - Seguidas trocas de treinadores

O Cruzeiro já teve três técnicos nesse Brasileirão: Cuca, Joel Santana e Emerson Ávila. E o número pode aumentar, já que os seguidos insucessos de Ávila estão pesando e os cartolas estudam mais uma troca no comando.

8 - Contratações sem ritmo de jogo

As peças de reposição contratadas chegaram totalmente fora de forma. O zagueiro Cribari e os atacantes Bobô e Keirrison são exemplos disso. Depois de longo período de inatividade, estão custando para entrar no ritmo acelerado do Brasileirão.

Vipcomm
Wallyson fraturou o tornozelo e só volta ao time em 2012

9 - Contusão de Wallyson

O atacante Wallyson começou o ano de forma avassaladora e foi o artilheiro da Libertadores. Peça fundamental no ataque cruzeirense, caindo pelas pontas, o jogador fraturou o tornozelo esquerdo e só volta no ano que vem. Sem ele, o ataque não conseguiu se acertar.

10 - A volta dos que não foram

Algumas negociações mostraram o desespero da diretoria no segundo semestre. Wellington Paulista não vinha bem, foi emprestado ao Palmeiras e nada fez por lá. O atacante voltou ao time mineiro como solução para o ataque. Outro exemplo é o de Farías, que havia sido dispensado e não arrumou clube. Acabou reintegrado e tem um dos maiores salários do elenco.

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG