Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco vence e faz o Carnaval da torcida na quarta-feira de cinzas

Bernardo, mesmo atuando apenas um tempo da partida, foi o destaque do triunfo vascaíno em São Januário

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Fotocom
Veterano Felipe comemora a vitória do Vasco com os companheiros em São Januário
A vitória do Vasco na noite desta quarta-feira, em São Januário, deixou a sensação que a derrota para o Macaé, na estreia da Taça Rio, foi apenas acidente de percurso. Com um meio-campo modificado, o time, mesmo debaixo de chuva, voltou a empolgar. Com gols de Felipe, Anderson Martins, Bernardo e Dedé (Somália e Ari descontaram), o time venceu por 4 a 2, fazendo o Carnaval da torcida na quarta-feira de cinzas.

O torcedor atendeu ao apelo da diretoria e foi em bom número ao estádio. Sem Ramon, suspenso, Márcio Careca entrou na lateral esquerda. Mas a expectativa maior estava no meio. Bernardo e Eduardo Costa entraram nas vagas de Jeferson e Felipe Bastos. Na frente, Elton barrou Marcel. O próximo compromisso do Vasco será contra o Madureira, domingo, em Volta Redonda.

O jogo
Quando a bola rolou, logo se viu um Vasco com mais movimentação no meio-campo. Bernardo foi o nome do primeiro tempo. Habilidoso, tabelou, driblou, lançou, deu passes e marcou. Ao seu lado, o experiente Felipe também estava inspirado. Aliás, foi a melhor apresentação do camisa 6 na temporada.

Tanto que o primeiro gol saiu dos seus pés. E por sinal, com o pé direito. O meia canhoto se livrou da marcação dos zagueiros na pequena e chutou para o fundo da rede. O gol tranquilizou a equipe, que passaria a dominar as ações da partida sem susto. Elton e Eder Luis aparecem na área adversária com perigo, mas a finalização sai torta. 

nullAté que, aos 36, Bernardo cobra três escanteios seguidos, a zaga afasta, mas na sequência o mesmo Bernardo cruza para a estilosa cabeçada de Anderson Martins. O zagueiro, mesmo de costas, desvia sem chance para o goleiro Fernando: 2 a 0.

Mas a estrela do primeiro tempo era mesmo o meia Bernardo. E o terceiro gol teve a assinatura dele. O jogador foi derrubado na área em bola que poucos acreditariam. O meia, no entanto, apostou no drible no goleiro e acabou sendo tocado por baixo. A torcida, que já gritava seu nome, exigiu a cobrança: “Uh...vai pra cima. É o Bernardo da Colina”.

O jogador ajeitou, bateu a meia altura no canto direito de Fernando e converteu. Eram 44 minutos da primeira etapa. Instantes depois, na saída de campo, Bernardo festejava: “Estou muito feliz. Tenho treinado bem, com prazer. Espero manter este ritmo até o fim do ano”, disse.

Mas, no intervalo, o jogador foi preservado. Alegando indisposição, foi substituído por Caíque. Com a vitória praticamente assegurada, o Vasco pisou no freio. O Duque de Caxias, por sua vez, ousou. O técnico Waldemar Lemos promoveu duas alterações: Gilcimar e John entraram nos lugares de Geovane Maranhão e Edson Di, respectivamente. Com mais apetite do que os donos da casa, o time da Baixada Fluminense descontou. Aos 5 minutos, Somália, de cabeça, mandou para o fundo da rede. O Vasco chegaria ao quarto com Dedé, mas o árbitro assinalou impedimento.

nullO Duque de Caxias, como de diz no jargão do futebol, gostou do jogo. Do lado vascaíno, Ricardo Gomes também mexeu. E no ataque, duplamente. O atacante Leandro fez, finalmente, sua estreia. Ele entrou no lugar de Eder Luis. Cesinha substituiu Elton. Mas logo veio o susto: Anderson Martins recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

A partir daí, o Duque de Caxias foi para cima, sufocando o Vasco no seu campo de defesa. De tanto pressionar, acabou chegando ao segundo gol, com Ari, que recebeu na área e chutou no canto esquerda de Fernando Prass, que ainda tocou na bola antes de ela entrar.

A torcida, impaciente, passou a vaiar o time. No entanto, quando se temeu que o Duque de Caxias empatasse, Dedé, em uma bela cobrança de falta, fez o quarto. O goleiro nem se mexeu. Depois, o Vasco só administrou o resultado, jogando de forma recuada. 

FICHA TÉCNICA – VASCO 4 x 2 DUQUE DE CAXIAS
Local: São Januário (RJ)
Data: 9 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ)
Assistentes: Wedel de Paiva Gouveia (RJ) e Sérgio Waldman (RJ)

CARTÕES AMARELOS: Elton, Anderson Martins, Lenon, Ari, Marlon, Juninho e Hamilton.
CARTÃO VERMELHO: Anderson Martins

GOLS:

Vasco: Felipe, aos 10 minutos, Anderson Martins, aos 36 e Bernardo aos 44 do 1º tempo; Dedé, aos 34 minutos do segundo tempo
Duque de Caxias: Somália, aos 5 e Ari, aos 28 minutos do 2º tempo

Renda: R$ 70.775,00
Público: 8.008 pagantes

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Anderson Martins e Márcio Careca; Eduardo Costa, Rômulo, Felipe e Bernardo (Caíque); Eder Luis (Leandro) e Elton (Cesinha).
Técnico: Ricardo Gomes

MACAÉ: Fernando; Ari, Fábio Braz, Marlon e Hamilton; Antônio, Lenon (Felipe Lima), Juninho e Edson Dias (Gilcimar); Geovane Maranhão (John) e Somália.
Técnico: Waldemar Lemos
 

Leia tudo sobre: vascocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG