Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco tenta evitar ficar dependente de Bernardo

Com belas atuações e quatro gols em apenas duas partidas, Bernardo avisa que não é salvador da pátria

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O futebol é pródigo em criar mitos, clichês. O Vasco não é a exceção e neste momento a preocupação de Ricardo Gomes é impedir que esta tendência a exageros recaia sobre Bernardo. Destaque da equipe nas duas últimas partidas, o meia, autor de quatro gols em dois jogos, ganha o rótulo de craque do time. E, inevitavelmente, São Januário já vive os sintomas da "bernardodependência".

Gomes foi o primeiro a gritar, após a estreia do meia, contra o Duque de Caxias, que era cedo para afirmar que o Vasco se torne refém do jogador. Nesta segunda-feira, um dia a pós a vitória de 4 a 2 sobre o Madureira, em Volta Redonda, foi a vez de Bernardo se pronunciar.

Num discurso alinhado com o comandante vascaíno, o camisa 31 pede que os elogios tenham limites. Feliz com a fase que atravessa na Colina, Bernardo avisa que está apenas começando um trabalho.
“Estou vivendo um momento muito bom, fico feliz pelos três gols, mas não sou o salvador da pátria. O time inteiro se empenhou pelo resultado e conseguimos vencer. Não podemos ficar de salto alto, porque ainda não conquistamos nada”, disse o jogador.

Domingo, ele será submetido ao seu primeiro grande teste no clássico contra o Botafogo, no Engenhão. Até agora, foram duas partidas contra equipe de menor investimento. O momento é aguardado também por Ricardo Gomes. Há um mês no Vasco, o treinador ainda não enfrentou um adversário de peso.

Assim, o compromisso do fim de semana vai dar respaldo ao treinador individual e coletivamente. Mas a ansiedade com a chegada do clássico não para por aí. Gomes vai escalar Diego Souza ao lado de Bernardo e Felipe, caso o diretoria cruzmaltina regularize o camisa 10 a tempo. Gomes contou na sexta-feira que a promessa era de inscrevê-lo durante a semana.

Nesta segunda, houve folga para os titulares. Na reapresentação desta terça, além de pensar na nova formação, o técnico vai aguardar o sinal verde de Rodrigo Caetano, diretor-executivo, para lançar Diego na equipe principal nos treinos.
 

Leia tudo sobre: vascobernardocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG