Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco tem pela frente "bicho papão" no caminho por título inédito

Time recebe o Avaí, algoz de Botafogo e São Paulo, na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Enquanto os demais clubes cariocas gozam do recesso do estadual, aguardando o começo do Brasileiro, o Vasco mantém a adrenalina e entra em campo na noite desta quarta-feira para mais um jogo decisivo. Mais um jogo daqueles de Caldeirão lotado, na luta pelo tão sonhado título da Copa do Brasil. Mas do outro está ninguém menos que o “bicho papão” do torneio, o Avaí , algoz de Botafogo e São Paulo . A bola rola às 21h50, em São Januário. O jogo de volta será na semana que vem, na casa do time catarinense.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Fotocom
Alecsandro volta ao time após cumprir suspensão contra o Atlético-PR
O Vasco tem a seu favor o fator campo. Os ingressos para esta partida se esgotaram no fim da  de terça. Um público de aproximadamente 20 mil pessoas está sendo aguardado. Mas não há, pelo menos por parte dos jogadores, motivo para oba-oba. E mesmo que tivesse, é bom abrir o olho com o time de Silas, que desbancou o São Paulo beneficiado pelo mesmo critério do segundo jogo em casa. Antes, a vítima foi o Botafogo. Além disso, o Avaí está de bola cheia. No ranking da Conmebol, divulgado nesta terça, o clube de Santa Catarina ocupa a 56ª posição - 15 a mais que o famoso adversário cruzmaltino.

“Esse ranking apenas exalta o bom momento vivido por nosso clube no ano passado, e é um incentivo para continuarmos buscando bons resultados este ano. Ficamos felizes com o reconhecimento”, afirma João Nilson Zunino, presidente do clube catarinense.

Os números têm como base a campanha do Avaí na última Copa Sul-Americana, quando chegou às quartas de final do torneio. Isso contribuiu para o salto no ranking, já que a entidade que controla o futebol sul-americano considera apenas os resultados atingidos nos último cinco anos.

Em São Januário, as atenções estarão voltadas para o meia Marquinhos e o atacante William . A novidade para o Vasco nesta fase da competição é o fato de decidir a vaga longe de casa. Até aqui, a equipe comandada por Ricardo Gomes sempre fez a primeira partida fora. Em campo, Gomes terá a volta de Alecsandro , que cumpriu suspensão contra o Atlético-PR , e a entrada de Jumar na cabeça de área, já que o queridinho Rômulo , machucado, e Eduardo Costa , suspenso, desfalcam a equipe.

Com o retorno de Alecsandro, Bernardo volta para o banco de reserva e o meia Diego Souza atuará na sua real posição. Ricardo Gomes faz mistério na lateral esquerda. Ramon também não enfrentou o Furacão, no Rio, por causa do terceiro cartão amarelo. O reserva Márcio Careca entrou muito bem e o treinador tem dúvidas sobre quem escalar . Na lateral direita, o volante Allan segue improvisado, mesmo com Fágner recuperado de uma torção no joelho.

Divulgação
Marquinhos é uma das preocupações dos jogadores vascaínos
No empate em 1 a 1 com o Atlético-PR , quinta passada, o gol vascaíno surgiu de dois jogadores que saíram do banco de reservas. Fágner cruzou e Elton , de cabeça, colocou o Vasco na sua oitava semifinal do torneio . Mesmo com o fator campo e o apoio da torcida, nada disso representa sinal de superioridade para os vascaínos. O respeito ao Avaí aparece em cada frase dos jogadores em São Januário.

“Eles chegaram até aqui porque tiveram mérito. Têm um bom treinador, o bom meia, o Marquinhos, e um atacante que fazer gols (William). Vamos impor nosso ritmo, mas sempre respeitando o Avaí”, destacou o atacante Alecsandro.

Ricardo Gomes analisa a qualidade do adversário e tenta explicar o sucesso do time na competição:

“Duas coisas importantes: não tem novidade na boa fase do Avaí, não. Sabe por quê? Porque é copa. E nesse modelo de competição, você corre mais riscos porque uma equipe menor mergulha nos 180 minutos. No Brasileiro, ela teria outra postura, pois tem como recuperar lá na frente. Em copas, a motivação é outra, e essas equipes vêm super motivadas”, comentou Ricardo Gomes. 

Tanto Vasco quanto Avaí nunca conquistaram a Copa do Brasil. O meia Marquinhos diz que é hora de o time catarinense repetir o sucesso do Criciúma, campeão da terceira edição do torneio, em 1991, sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

"O pensamento dos jogadores é igualar o Criciúma. Igualar o Figueirense (vice-campeão em 2007) não vai adiantar de nada. Para mim, o segundo lugar é o primeiro dos últimos", afirmou o experiente jogador.

Sem contar com Estrada e Diogo Orlando, suspensos, Silas deve optar por Acleisson e Felipe. Por outro lado, o técnico não confirmou quem atuará com William no ataque. A tendência é de que Marquinhos Gabriel comece entre os titulares.

 

FICHA TÉCNICA – VASCO x AVAÍ

Local: São Januário, Rio de Janeiro
Data: 18 maio de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (Horário de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Marcelo Van Gasse (SP) e Guilherme Dias Camilo (MG)

VASCO: Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon (Márcio Careca); Jumar, Fellipe Bastos, Felipe e Diego Souza; Alecsandro e Eder Luis
Técnico: Ricardo Gomes

AVAÍ: Renan; Gustavo Bastos, Bruno e Revson; Felipe, Acleisson, Marcinho Guerreiro, Marquinhos Santos e Julinho; Marquinhos Gabriel e William.
Técnico: Silas

Leia tudo sobre: vascoavaícopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG