Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco paga nesta quarta restante dos salários atrasados

Clube consegue na Justiça do Trabalho liberação de parte da verba de patrocínio da Eletrobras

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Vasco ganha nova injeção de ânimo para o jogo desta quarta-feira, em São Januário, pelo Campeonato Carioca , contra o Volta Redonda. À tarde, o clube conseguiu na Justiça do Trabalho a liberação de parte da verba referente ao contrato de patrocínio da Eletrobras. A quantia de R$ 4,5 milhões servirá para pagar os atrasados de jogadores e funcionários.

Foi preciso a intervenção do Sindicato dos Clubes, pois o Vasco não apresentou a certidão negativa de débito para ter o valor total de R$ 14 milhões. O Sindicato conseguiu fazer valer o direitos dos funcionários de receber os atrasados.

Antes da notícia, contudo, os jogadores já haviam decidido que voltariam a se concentrar, a exemplo do clássico de domingo contra o Fluminense. Antes, como forma de protesto, eles haviam desprezado a concentração nas partidas contra Bangu, Friburguense e Nacional-URU.

Os problemas de desgaste ligados aos salários atrasados começaram na pré-temporada. Houve quatro reuniões entre os jogadores e os dirigentes. Com parte dos direitos de imagem sem pagar e o 13º atrasado, houve a “rebelião”. Mas de forma pacífica, pois a direção sequer puniu ou ameaçou punir os líderes do protesto: Felipe, Alexsandro, Fernando Prass, Diego Souza e Juninho Pernambucano. Há uma semana, o 13º foi quitado.

Porém, mesmo com os salários em dia, o atacante Alecsandro afirmou que os jogadores voltarão e pedir o fim da concentração, tentando adotar o modelo europeu de se apresentar apenas no dia do jogo.
 

Leia tudo sobre: vascosalários atrasados

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG