Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco faz dever de casa e se classifica na Copa do Brasil

Time empata em 0 a 0 com o Náutico em São Januário e agora enfrenta o Atlético-PR nas quartas de final

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

No jogo que marcou a 300ª partida de Felipe com a camisa cruzmaltina, o Vasco fez bem o seu dever de casa contra o Náutico e está classificado paras quartas de final da Copa do Brasil. Jogando em São Januário, na noite desta quarta-feira, o time passou de fase ao empatar por 0 a 0 e terá o Atlético-PR como próximo adversário.

Agora, as atenções se voltam para o Campeonato Carioca. Domingo, a equipe comandada por Ricardo Gomes enfrenta o Flamengo na final da Taça Rio, precisando da vitória para evitar que o rival rubro-negro, vencedor da Taça Guanabara, seja campeão antecipado.

O Náutico não oferecia tanto perigo. Na primeira partida, dia 13, nos Aflitos, vitória tranquila por 3 a 0. O resultado permitia até uma derrota por dois gols de diferença que ainda assim o time estaria classificado. A vaga foi facilitada depois que o adversário decidiu poupar os titulares. Nem o técnico Roberto Fernandes veio ao Rio, ficou em Recife preparando a equipe para as finais do Campeonato Pernambucano.

nullO jogo
Com Felipe exibindo a camisa 300, o Vasco administrava o jogo sem grande preocupação. Sem se preocupar com as investidas ao ataque, trabalhava a bola sem pressa, procurando jogar no erro do adversário. O começo foi morno. A primeira grande jogada saiu dos pés dos vascaínos. Aos 13, Elton recebeu em condições de marcar mas chuta em cima da defesa. No rebote, Eder Luis ajeita e chuta para a boa defesa do goleiro Douglas.

Aos 21, Bernardo dez pior. Após belo passe de Eder Luiz, o meia arrancou em direção à área do Náutico, balançou na frente dos zagueiros e bateu cruzado. A bola passou perto da trave esquerda do goleiro, irritando Eder, que estava bem posicionado pedindo a bola. Aos 28, foi a vez de Eder Luis, em jogada individual, desperdiçar outra oportunidade.

Era dia de exagerar no preciosismo. Bernardo outra vez ficou em condições de abrir o placar. O meia recebeu de Eder Luis na entrada da área, driblou o goleiro, mas se assustou com a presença de dois zagueiros quase em cima da linha para impedir o gol. Na conclusão, bola no travessão. O jogador, inconformado, atirou-se ao chão. Elton quase marcou de cabeça, no último minuto. Felipe cobrou falta pelo lado esquerdo de ataque e o atacante desviou para fácil defesa do goleiro.

AE
O experiente Felipe arma jogada durante a partida que classificou o Vasco

No segundo tempo, o panorama foi o mesmo. A torcida, em número reduzido, apoiava o time. Aos 10 minutos, um momento aguardado. Depois de um mês afastado do time por contusão, o lateral-direito Fágner entrou no lugar de Allan. A ideia é dar ritmo ao jogador para o clássico com o Flamengo. O Náutico foi gostando do jogo e passou a ter boa posse de bola. Na base do contra-ataque, deu certo trabalho à defesa vascaína.

Aos 21, Bernardo cobrou falta da intermediária e a bola passou perto do ângulo direito de Douglas. Depois, o meia, percebendo a falta de penetração da equipe, arriscava bolas de longa distância. Numa delas, o goleiro do Náutico chegou atrasado, mas a bola saiu à direita. Felipe, o dono da festa, foi substituído por Enrico. Na saída de campo, foi aplaudido pela torcida e teve de negar muitos pedidos de camisa. A todo instantes, na longa caminhada até a descida para o vestiário, o meia gesticulava, negando as solicitações. No fim, 0 a 0 e vaga garantida.

Que venha o clássico contra o Flamengo.

FICHA TÉCNICA – VASCO 0 x 0 NÁUTICO

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de abril de 2011
Horário: 21h50
Árbitro: Devarly Lira do Rosario (ES)
Auxiliares: Jose R Maciel Linhares (ES) e Vanderson Antonio Zannoti (ES)
Renda: R$ 64.240,00
Público: 5.500 pagantes

CARTÕES AMARELOS
Fábio Reis, Deyvid Sacconi, Peter, Ramon, Rodolfo Potiguar, Jeff Silva, Elicarlos

VASCO
: Fernando Prass; Allan (Fágner), Dedé, Anderson Martins e Ramon; Jumar, Eduardo Costa, Felipe (Enrico) e Bernardo; Eder Luis e Elton
Técnico: Ricardo Gomes

NÁUTICO: Douglas, Jorge Felipe, Wescley e Rafael Nitsche e Peter; Rodolfo Potiguar, Elicarlos, Deyvid e Jeff Silva; Fábio Reis (Silas) e Philip Luiz
Técnico: Zé do Carmo

Leia tudo sobre: vascoNáuticocopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG