Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco faz 2 a 0 no Palmeiras e larga na frente na Sul-Americana

Diego Souza e Elton marcam os gols que deixam o time carioca em vantagem no jogo de volta, dia 24

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Vasco mostrou que está se especializando em competições no sistema mata-mata. Na noite desta quinta-feira, o time derrotou o Palmeiras , em São Januário, por 2 a 0, na estreia de ambos pela Copa Sul-Americana. Com um gol sem querer de Diego Souza e outro de Elton – um em cada tempo -, o resultado deixou a equipe carioca em vantagem. No jogo de volta, dia 24, no Pacaembu, o campeão da Copa do Brasil pode perder até por um gol de diferença que passará de fase.

Entre para a Torcida Virtual de Palmeiras ou Vasco e convide seus amigos

Mas o duelo particular entre as duas equipes não para por aí. Domingo, eles voltam a se enfrentar no mesmo palco, mas pelo Campeonato Brasileiro. Com 27 pontos, ocupando a quarta e a quinta posições, respectivamente, o vencedor vai encostar mais nos primeiros colocados.

O jogo
O Vasco começou fazendo uma blitz na defesa palmeirense. Aos cinco minutos, Bernardo, que ganhou nova oportunidade na equipe, cruzou na medida para Elton. O atacante, especialista nas bolas aéreas, testou no canto direito de Marcos. Mas a zaga afastou, mandando para escanteio.

Na sequência da jogada, Bernardo cobrou curtinho para Elton, que devolveu no meia. Ao ver o goleiro adiantado, tentou por cobertura, mas o camisa 12 do Palmeiras salvou de tapinha.

O Vasco armou uma equipe mista. Sem Dedé, servindo à seleção brasileira, Renato Silva fez sua estreia. O técnico Ricardo Gomes deixou Eder Luis e Felipe no banco. Quis poupar os titulares porque a prioridade do clube é o Brasileiro. Já o Palmeiras veio ao Rio com a sua força máxima.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

Os meias Diego Souza e Bernardo custaram a se soltar. Quem se destacava individualmente era Elton. Com Alecsandro fora para aprimorar a forma física, o atacante sabia que precisava mostrar serviço. De seus pés nasciam as jogadas que mais agitavam o torcedor.

Já no lado palmeirense, Kleber era o jogador mais vigiado dentro da área vascaína. Porém, bem marcado de perto, não teve facilidade no começo da partida.

A bola parada era uma boa arma, tanto para Juninho Pernambucano quanto para Marcos Assunção. Aos 27, o meia do Palmeiras cobrou falta pelo lado esquerdo da área na cabeça de Luan, que obrigou Fernando Prass a uma difícil defesa. Antes que a bola sobrasse limpa para Kleber, a zaga cortou, afastando o perigo.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba notícias do time em tempo real

Numa saída errada de bola, Marcos quase complica a vida do Palmeiras. O goleiro chutou de perna esquerda sem força, nos pés de Juninho. Da intermediária, o meia ajeitou para o volante Rômulo, que arriscou de longe, rasteiro, no canto esquerdo do goleiro. Marcos, no entanto, se recuperou, espalmando para escanteio.

Mas se redimiu em chute de Elton, aos 41. Depois de uma tabela de Bernardo e Juninho, o Reizinho ajeitou de cabeça para o chute do atacante. A bola saiu torta, sem força, mas desviou em Marcos Assunção na pequena área e quase enganou o goleiro, que se esticou para o lado direito tirando de tapinha.

Na cobrança do escanteio, porém, não houve saída. Bernardo cobrou da esquerda, a defesa do Palmeiras apenas observou e a bola bateu sem querer em Diego Souza, que chegou a levar um susto. Mesmo sem a intenção de mandar a bola para o fundo da rede, o camisa 10 fez o primeiro gol da partida: 1 a 0.

MiGCompLinks_C:undefinedOs dois times voltaram para o segundo tempo sem alteração. Elton teve a chance de aumento logo no primeiro minuto. O chute passou ao lado de da trave esquerda de Marcos. Mas o Palmeiras queria voltar para São Paulo com pelo menos um gol.

Apostando nas bolas altas, Kleber e Luan assustaram Fernando Prass. Aos 14, Ricardo Gomes quis melhorar o toque de bola vascaíno e sacou o volante Jumar. Em seu lugar, entrou o experiente Felipe. O meia era a esperança de uma bola enfiada com categoria pegando de surpresa a defesa palmeirense.

Felipão também mexeu: trocou Maikon Leite por Dinei. Gomes, por sua vez, tirou Bernardo e lançou Leandro. Os times passaram a lutar mais. Dinei chegou a marcar, de cabeça, após cruzamento na medida de Marcos Assunção, mas o árbitro assinalou impedimento.

Para tentar anular as investidas do Palmeiras, Gomes sacou também Diego para a entrada do zagueiro Victor Ramos, outro estreante da noite. Até que num rápido contra-ataque, Leandro fez boa jogada pela direita e cruzou na medida, na cabeça de Elton, que testou sem chances para Marcos: 2 a 0.

A partir daí, o Vasco apenas administrou o resultado. Domingo tem mais.
 

FICHA TÉCNICA – VASCO 2 x 0 PALMEIRAS
Local
: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de agosto de 2011, quinta-feira
Horário: 21h50 (Horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa RS) e Erich Bandeira (Fifa PE)

GOLS
Vasco: Diego Souza, aos 47 minutos do segundo tempo; e Elton, aos 34 do segundo

CARTÕES AMARELOS
Palmeiras: Henrique e Thiago Heleno

VASCO: Fernando Prass; Fágner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar (Felipe), Juninho e Bernardo (Leandro); Diego Souza (Victor Ramos) e Elton
Técnico: Ricardo Gomes

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Henrique (Maurício Ramos), Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik (Vinícius); Maikon Leite (Dinei) e Luan; Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Leia tudo sobre: vascopalmeirascopa sul-americana 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG