Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco estreia na Taça Rio com derrota para o Macaé

Falta de atenção e sonolência de toda a equipe marcam a primeira derrota sob o comando de Ricardo Gomes

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

nullPor esta o Vasco não esperava. Jogando no Estádio Claudio Moacyr, o time foi derrotado na noite desta sexta-feira para o Macaé, em sua estreia na Taça Rio. Depois de quatro jogos sem perder, sendo três goleadas consecutivas, o placar de 3 a 1 estragou o Carnaval vascaíno. Foi o primeiro tropeço de Ricardo Gomes à frente da equipe. E a primeira vitória do Macaé contra um clube grande no Carioca.

A derrota remete o torcedor ao péssimo desempenho na Taça Guanabara, quando o time estreou perdendo. Depois caiu também nos três compromissos seguintes. O próximo jogo será dia 9, contra o Duque de Caxias, em São Januário. O resultado também acabou com a escrita favorável ao time de Felipe & Cia. Nos três confrontos anteriores, o Vasco, além de três vitórias, sequer havia sofrido gols do Macaé.

Quando a bola rolou, logo se viu um Macaé disposto a desbancar o temido adversário. Tanto que o primeiro lance de perigo saiu dos pés do lateral-esquerdo Bill, aos 2 minutos. O chute, de dentro da área, exigiu bela defesa de Fernando Prass. O goleiro, aliás, estava inspirado. Não fosse ele, o Vasco teria ido para o intervalo com uma desvantagem ainda maior.

Prass evitou gols, daquelas considerados certos, de Luís Mário e Siston. Sem a movimentação das partidas recentes, os jogadores do Vasco pareciam sonolentos em certos momentos. Dedé, destaque do setor defensivo, andou errando passes e dando espaços.

O Vasco também teve seus momentos de perigo. Ramon, em jogada individual, quase abriu o marcador aos 12 minutos. Outra chance que assustou Lugão foi uma cabeçada de Marcel, aos 26, após falta cobrada na medida por Felipe Bastos. O goleiro do Macaé, bem posicionado, esticou-se para salvar.

AE
Eder Luis tenta fugir da marcação do Macaé
Mas se faltou competência ao Vasco nas finalizações, o mesmo não aconteceu com o Macaé. Aos 33, Bill cruzou da esquerda e Luís Mário, em uma linda jogada, abriu o marcador. O atacante, mesmo entre dois zagueiros, abaixou-se com estilo e se esticou para cabecear. A bola entrou no ângulo direito de Fernando Prass, que nem se mexeu: 1 a 0.

O gol paralisou o time do Vasco, que passou a assistir ao adversário jogador. Até que seis minutos mais tarde foi a vez de Siston receber de Marcelo, livrar-se de Dedé e tocar por cima do goleiro: 2 a 0.

Ricardo Gomes mudou o Vasco no intervalo. Voltaram para o segundo tempo Bernardo e Elton, nos lugares de Jeferson e Marcel. Elton fez sua reestreia pelo time de São Januário. Artilheiro do clube na gestão Eurico Miranda, o atacante deixou sua marca logo aos 7 minutos. Ele recebeu passe de Eder Luis e tocou no alto, sem chance para Lugão.

O jogo foi ficando equilibrado, mas a expulsão de Ramon, aos 15, após falta em Luís Mário. Com um jogador a menos, Gomes promoveu sua última substituição: Felipe por Márcio Careca. Em desvantagem numérica, o Vasco esbarrou na postura do Macaé, que passou a expor menos. Lugão viu algumas bolas passarem bem perto do seu gol num momento de pressão. Principalmente no finzinho da partida. Mas, a exemplo da primeira etapa, o Macaé aproveitou melhor as oportunidades. Bill, aos 47, fechou o placar, tocando por cobertura, da intermediária. Prass nada pôde fazer.

 

FICHA TÉCNICA – MACAÉ 3 x 1 VASCO
Local: Estádio Claudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 4 de março de 2011, sexta-feira
Horário: 1930h (Horário de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez
Assistentes: Lilian Fernandes da Silva Bruno e Eduardo de Souza Couto

CARTÕES AMARELOS: Dedé, Marcos Tamandaré, Fagner, Bernardo, Fernando Prass, Ciro, Osmar, Siston e André Gomes
CARTÃO VERMELHO: Ramón

GOLS
Macaé: Luís Mário, aos 33 minutos e Siston, aos 39 minutos do primeiro tempo; Bill, aos 45 minutos do segundo tempo
Vasco: Elton, aos 7 minutos do segundo tempo

MACAÉ: Lugão; Marcos Tamandaré, Eduardo Luiz, Ciro e Bill; Gedeil, Osmar (Victor Hugo), André Gomes e Siston (Romário); Luís Mário (Bruno Luiz) e Marcelo.
Técnico: Marcelo Buarque 

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Fellipe Bastos, Rômulo, Felipe (Márcio Careca) e Jefferson (Bernardo); Eder Luis e Marcel (Elton).
Técnico: Ricardo Gomes

 

Leia tudo sobre: vascocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG