Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco está a 90 minutos de quebrar um jejum que já dura sete anos

Se vencer o Olaria, sábado, time decidirá um turno na Série A, fato que não ocorre desde a Taça Rio de 2004

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Vasco está a 90 minutos de carimbar o passaporte para a decisão de um título no futebol carioca. Desde 2004, o time não sabe o que é vencer, pelo menos, um turno no estadual. A história, curiosamente, se repete: o feito conquistado há sete anos foi também na Taça Rio. Na oportunidade, o adversário foi o Fluminense, e o placar de 2 a 1 (gols de Beto e Valdir, Romário descontou) valeu a última volta olímpica do cruzmaltino na Série A. Sábado, contra Olaria, a equipe de Ricardo Gomes espera quebrar o jejum. Se passar pelo segundo colocado do Grupo B, vai enfrentar o vencedor de Flamengo e Fluminense, que se enfrentam no domingo.

AE
Ricardo Gomes é o responsável pela reação vascaína
Depois do milionário elenco patrocinado pelo Nations Bank, o Vasco da virada do século contabilizou apenas o Carioca de 2003, a Taça Rio de 2004 e Série B do Brasileiro, em 2009. Para um clube de tamanha tradição – inclusive internacional -, os números deixam a desejar. Mas a expectativa é de mudança nesta reta final do estadual. A bola vai rolar às 18h30, no Engenhão. O regulamento determina que semifinais e finais sejam disputadas em campo neutro. Sem o Maracanã, o estádio arrendado pelo Botafogo foi indicado como palco do espetáculo.

O Vasco de 2004 vivia o sonho do bicampeonato. Comandado por Geninho, o time entrou em campo no dia 4 de abril com Fábio; Claudemir, Wescley, Henrique e Victor Boleta; Ygor, Coutinho, Rodrigo Souto (Júnior) e Beto; Róbson Luiz e Valdir. O Fluminense, que ano anterior foi a vítima cruzmaltina na final, tinha estrelas respeitadas. Entre elas, Romário - além de Roger Flores, Edmundo e Diego Souza, hoje o camisa 10 da Colina e à época ainda apenas Diego.

Valdir abriu a contagem, aos 22 minutos do primeiro tempo. Beto aumentou, aos 26 do segundo. Já nos acréscimos, o Baixinho descontou, mas era tarde demais. Na final do Carioca, contra o Flamengo, campeão do primeiro turno, o time sucumbiu ao rival rubro-negro: 3 a 1, três gols de Jeanr. Caso passe pelo Olaria e o tricolor derrote o Flamengo, a final pode ser a mesma no dia 1º de maio. Mas antes de pensar e decidir o título da Taça Rio, o Vasco precisa, primeiro, derrotar o Olaria, o que pareceu uma tarefa difícil neste domingo. Jogando em Macaé, os dois empataram em 2 a 2, isso depois de o Vasco estar perdendo por 2 a 0.

“Eles mostraram porque estão nas semifinais. Fizeram um jogo duríssimo contra a gente em Macaé e no sábado não será diferente. Temos que respeitar o adversário. Vamos encontrar muita dificuldade pela frente”, alertou Ricardo Gomes.

O Vasco terminou a Taça Rio com 17 pontos e líder do Grupo A, seguindo pelo Flamengo (16). No Grupo B, o Fluminense, também com 17, chegou em primeiro, com dois pontos à frente do Olaria. Com saldo de nove gols contra sete do tricolor, a equipe comandada por Ricardo Gomes ficou como dona da melhor campanha. Porém, no somatório dos dois turno, é a sexta colocada.
 

Leia tudo sobre: vascocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG