Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco empata com Atlético-PR e chega à semi da Copa do Brasil

Com muita emoção para a torcida em São Januário, time carioca despachou rival e avançou no torneio nacional

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

null

Num jogo muito disputado, o Vasco eliminou o Atlético-PR e avançou na Copa do Brasil. Em um São Januário lotado, as duas equipes empataram por 1 a 1. Como o placar do jogo de ida, em Curitiba, foi 2 a 2, o time de Ricardo Gomes foi beneficiado pelo regulamento e agora vai disputar sua oitava semifinal do torneio nacional.

Nas outras sete oportunidades, o Vasco chegou apenas uma fez à final, em 2006, perdendo para o Flamengo. O adversário na próxima fase será o Avaí, que venceu o São Paulo por 3 a 1 e se classificou.

O primeiro jogo será em São Januário, na próxima semana. A decisão será em Florianópolis.

O Vasco não quis saber de administrar o jogo. Mesmo com vantagem, o time, empurrado pela torcida, foi para cima do adversário. Sem Rômulo, que sentiu um desconforto na coxa e foi sacado na concentração, Ricardo Gomes escalou Eduardo Costa e Fellipe Bastos na cabeça da área. O Vasco ganhou em toque de bola e criação, já que Bastos é tido como um volante versátil.

Logo aos 3 minutos, os donos da casa tiveram uma boa oportunidade: Felipe cruzou e na hora da conclusão de Diego Souza, a zaga afastou o perigo. Era a senha cruzmaltina para a pressão que seria a partida. Das arquibancadas, o torcedor, em bom número, chegou confiante. O Flamengo não foi esquecido. Um caixão com as cores do rival rubro-negro apareceu foi trazido para o estádio, simbolizando o enterro do time de Ronaldinho Gaúcho, eliminado na quarta pelo Ceará.

Mas o Atlético-PR não ficou assistindo ao jogo. Precisando da vitória, a equipe paranaense não respeitou os donos da casa. Aos 16 minutos, numa cobrança de falta da intermediária, Paulo Baier obrigou Fernando Prass a uma defesa espetacular, no ângulo direito.

Hiton Mattos
O atacante Alecsandro, suspenso, assistiu ao jogo do Vasco ao lado da torcida

A resposta vascaína veio com Fellipe Bastos. A bola passou perto do ângulo de Renan Rocha. Só que o Furacão voltou a atacar. Com Branquinho e Guerrón, mais as assistências de Baier, Fernando Prass trabalhou bem na primeira etapa. O Vasco se sentiu um pouco acuado, e passou a jogar nos contra-ataques.

As bolas vinham dos pés de Bastos e Felipe, sempre da direção de Bernardo, que buscava Diego Souza, atuando mais uma vez como atacante, e Eder Luis.

Aos 34, Allan arrancou pela direita, se livrou se dois marcadores, entrou na área, ajeitou para a perna direita, mas foi interceptado na hora da conclusão. A torcida, eufórica, foi delírio. Na sequência, novamente Allan surpreendeu. O volante improvisado de lateral chutou, o goleiro defendeu e a bola bateu na trave. No rebote, Eder Luis chegou para concluir, só que a zaga do time paranaense salvou novamente.

A história mudou. Era o Vasco que acuava o adversário. Bernardo cobrou falta e a bola explodiu no travessão. Depois, foi a vez de Eder Luis testar de fora da área. Renan fez difícil defesa.

O atacante Alecsandro assistia à partida em uma área vip. O jogador lamentou não estar em campo com os companheiros. "É difícil assistir daqui. Queria mesmo era estar lá dentro".

Futura Press
Atacante Elton fez o gol da classificação
Alecsandro continuou sofrendo no segundo tempo. O panorama foi o mesmo. Só que o Atlético-PR resolveu respeitar menos ainda os donos da casa. Forçando a marcação quase no campo vascaíno, o rubro-negro paranaense imprimiu um ritmo mais ousado do que nos primeiros 45 minutos.

Ricardo Gomes, por sua vez, não pensou em recuar o Vasco. Pelo contrário. O treinador sacou Diego Souza para a entrada do atacante Elton. Depois, trocou Allan por Fágner, que volta de contusão no joelho. Na primeira chance que teve, Elton ajeitou, virou e fuzilou de esquerda.

Mas, na sequência, num rápido contra-ataque, Nietro, que entrara no lugar de Guerrón, entrou na área e tocou por baixo de Fernando Prass, fazendo 1 a 0.

O Vasco precisava apenas de um gol, já que empara em 2 a 2 na Arena da Baixada. E de tanto insistir, conseguiu balançar a rede de Renan. Elton, de cabeça, deixou tudo igual, escorando cruzamento de Bernardo.

FICHA TÉCNICA – VASCO 1 x 1 ATLÉTICO-PR
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12 maio de 2011, quinta-feira
Horário: 19h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Márcio Soares Maciel (GO)

CARTÕES AMARELOS:

Róbston, Eduardo Costa, Elton, e Paulo Roberto

GOLS:
Vasco: Elton, aos 35 minutos do segundo tempo
Atlético-PR: Nietro, aos 26 minutos do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass; Allan (Fágner), Dedé, Anderson Martins e Ramon; Eduardo Costa, Fellipe Bastos, Felipe e Bernardo; Diego Souza (Elton) e Eder Luis
Técnico: Ricardo Gomes

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Rômulo, Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Róbston (Wendel Santos), Deivid, Paulo Roberto e Paulo Baier; Branquinho (Madson) e Guerrón (Nietro)
Técnico: Adilson Batista

Leia tudo sobre: VascoAtlético-PRCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG