Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco é surpreendido pelo Resende na estreia da Taça Guanabara

Time comandado por PC Gusmão não conseguiu se impor no jogo e acabou sendo derrotado pelo Resende por 1 a 0

Gazeta |

A torcida do Vasco não esperava uma estreia tão decepcionante na Taça Guanabara. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, em São Januário, time de PC Gusmão foi derrotado pelo Resende por 1 a 0 e deixou o campo muito hostilizado.

 

nullA vitória fez o Resende assumir a liderança provisória do grupo A com 3 pontos ganhos, enquanto o Vasco ocupa a lanterna da chave.

O resultado ainda fez justiça ao desempenho das duas equipes. O Vasco mostrou lentidão e falta de poder ofensivo, enquanto o Resende, mesmo com uma postura defensiva, criou alguns problemas para o goleiro Fernando Prass, principalmente no primeiro tempo e soube aproveitar a irregularidade do time da casa para marcar o gol que definiu a partida.

Na próxima rodada o Vasco enfrentará o Nova Iguaçu enquanto o Resende receberá o Americano.


O jogo

Desfalcado dos novos reforços, o Vasco começou a partida no ataque, tentando empurrar o Resende para a defesa. E logo aos sete minutos a torcida vascaína protestou contra a arbitragem quando Fagner foi derrubado na área do adversário mas o árbitro interpretou como lance normal. O Resende apenas se preocupava em prender a bola e tentar penetrar na defesa cruzmaltina com lançamentos longos para Alexandro, muito isolado na frente.

Aos 13 minutos, Éder Luís foi lançado pela esquerda e rolou para Felipe, que deixou a bola passar para Carlos Alberto que bateu da entrada da área mas a bola subiu, sem perigo para o gol defendido por Eduardo. A resposta do Resende veio aos 16 minutos quando Alexandro cruzou e Marcelo Régis, livre, cabeceou por cima.

O lance animou a equipe visitante e aos 20 minutos, Fernando Prass teve que se empenhar para evitar que o chute de Leonardo entrasse no ângulo. Três minutos depois, foi a vez de Marcel tentar encobrir o goleiro vascaíno mas a bola acabou saindo.

A torcida vascaína mostrava insatisfação com o desempenho da equipe que mostrava falta de coordenação nas jogadas ofensivas. Aos 33 minutos, Éder Luís tentou o cruzamento mas a bola bateu na mão do zagueiro Rogério que estava caído mas o árbitro interpretou o lance como bola na mão. Aos 35, Fernando Prass voltou a aparecer bem em chute forte de Ramon.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o time dirigido por PC Gusmão aumentou a pressão em busca do primeiro gol mas uma furada de Fagner aos 41 minutos e um chute fraco de Carlos Alberto aos 43 foram os últimos momentos de perigo para o gol do Resende.

O Vasco voltou sem mudanças para o segundo tempo e logo aos dois minutos, Fagner tabelou com Allan e cruzou para a pequena área mas Eder Luís cabeceou para fora perdendo a primeira chance da fase final. Aos sete minutos, o Resende mostrou que estava com a mesma disposição da fase inicial. Alexandro ganhou de Cesinha e bateu cruzado obrigando Fernando Prass a fazer nova defesa difícil.

O técnico PC Gusmão tentou dar mais agressividade ao time da casa e trocou o meia Allan pelo atacante Misael que veio do Ceará. Aos 17 minutos, Carlos Alberto fez ótima jogada individual e bateu de esquerda. A bola desviou na zaga e o goleiro Eduardo evitou o gol com grande defesa. Logo depois o treinador vascaino tirou Marcel e colocou Patric no comando do ataque em nova tentativa de mudar a produção do ataque.

O Resende recuou para garantir o empate e o time da casa aumentou a pressão. Aos 29 minutos, Eder Luis apanhou uma sobra da defesa e chutou rasteiro para uma defesa difícil de Eduardo que rebateu para a frente mas o zagueiro Anderson Conceição afastou o perigo.

Aos 41 minutos, quando a torcida já vaiava alguns jogadores do Vasco, o Resende marcou seu gol. Thiago Bastos recebeu pela direita e cruzou para a cabeça de Alexandro que, livre entre os zagueiros, cabeceou no canto esquerdo de Fernando Prass que não teve a menor chance de defesa.

Nos minutos finais o Vasco tentou marcar o gol de empate e até o goleiro Fernando Prass foi para a área em cobranças de escanteio, mas o time da casa mas não teve competência para chegar à igualdade e deixou o gramado vaiado por sua insatisfeita torcida.

Leia tudo sobre: Vascocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG