Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco derrota Libertad e fica em boa situação para classificação

Com o resultado, o time carioca chegou aos sete pontos, igualados ao rival do Paraguai no grupo 5

Gazeta |

AE
Juninho Pernambucano abriu o placar para o Vasco no segundo tempo
O Vasco fez valer o mando de campo e venceu por 2 a 0 o Libertad (PAR), nesta quarta-feira, em São Januário, pela Libertadores. Com o resultado, os cruz-maltinos chegaram a sete pontos e se igualaram aos paraguaios na liderança do grupo 5. No entanto, os brasileiros estão atrás do rival nos critérios de desempate e vão decidir a classificação fora de casa.

Veja também: Corinthians cumpre missão, vence Cruz Azul e lidera na Libertadores

Os vascaínos sofreram com a boa marcação do Libertad no primeiro tempo, principalmente pelo fato do técnico Cristovão Borges ter escalado a equipe com Éder Luís e Willian Barbio atuando pelas pontas. Somente na etapa final, o Vasco melhorou com as entradas de Juninho Pernambucano e Allan nos lugares de èder Luís e Eduardo Costa.

Confira ainda: Vasco lança camisa em homenagem a Edmundo

Mais equilibrado, os cariocas abriram o placar no início da segundo tempo com Juninho Pernambucano. Com a vantagem no placar, o Vasco aproveitou os espaços dados pelos paraguaios para ampliar com Alecsandro e dar números finais ao confronto.

Na próxima rodada, o Vasco vai até LIma para encarar o Alianza (PER), no dia 3 de abril. Dois dias depois, o Libertad vai receber o Nacional (URU) em Assunção. Em caso de vitórias dos cruzmaltinos e paraguaios, o grupo ficará definido.

O jogo
A partida começou com o Libertad recuado, esperando o Vasco em seu campo de defesa. No entanto, os paraguaios aproveitavam os erros de passes dos cruzmaltinos para avançar nos contra-ataques. Nos primeiros minutos, somente os visitantes chegaram com perigo. Já os donos da casa tinham dificuldade em passar da marcação não criavam boas jogadas.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Vasco não conseguia chegar próximo da área do Libertad e via o adversário ser perigoso nos contra-ataques. Aos 20 minutos, o meia Civelli partiu do meio campo em direção ao gol e finalizou a esquerda de Fernando Prass.

Só que aos poucos, os donos da casa conseguiram neutralizar os avanços do Libertad e passou a chegar próximo da área. No entanto, o Vasco pecava no último passe e passou toda etapa inicial sem acertar o gol de Muñoz. Com isso, a partida foi para o intervalo com o empate sem gols.

Diferentemente do primerio tempo, o Vasco iniciou a etapa final com outra postura. Com Allan e Juninho Pernambucano nos lugares de Eduardo Costa e Éder Luís, os cruzmaltinos quase abriram o placar com três minutos. Fagner cruzou na área e Alecsandro cabeceou na rede pelo lado de fora. Dois minutos depois foi a vez de Alecsandro tentar com o pé e parou em Muñoz.

Não demorou muito e o Vasco conseguiu a abertura do placar em São Januário, aos sete minutos. Após cobrança de escanteio de Juninho Pernambucano, a zaga tirou e a bola voltou para o meia. No entanto, aos invês de cruzar, o experiente jogador chutou para o gol e enganou Muñoz, que tentou voltar, mas já era tarde.

Com a vantagem no placar, o Libertad teve que buscar mais o ataque e passou a dar espaço para o Vasco. A liberdade em campo fez com que os cruzmaltinos chegassem com mais facilidade ao setor ofensivo. O resultado foi o segundo gol vascaíno aos 16 minutos. Willian Barbio deu passe para Allan entrar na área pela direita, tocar rasteiro para Alecsandro só encostar na bola e colocar no fundo da rede.

Depois do segundo gol, o Vasco viu o Libertad ir de forma mais enfática ao ataque. Os paraguaios tinham dificuldade em chegar ao gol de Fernando Prass e se preocupavam com os avanços dos cruzmaltinos. Tanto que os cariocas quase ampliaram aos 34 minutos. Fellipe Bastos roubou a bola de um adversário e chutou, mas a direita do gol de Muñoz.

Somente aos 40 minutos o Libertad chegou com perigo. Após cobrança de escanteio, Camacho subiu livre e cabeceou, ams Fernando prass estava bem colocado e fez a defesa. Logo depois, foi a vez de Velázquez quase diminuir o placar. No entanto, o Vasco conseguiu controlar o jogo e ainda viu Willian Barbio desperdiçar boa chance antes do final da partida.

VASCO-BRA 2 X 0 LIBERTAD-PAR

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de março de 2012 (Quarta-feira)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Alexander Guzmán (Colômbia)
Cartões amarelos: Thiago Feltri (Vasco); Menéndez, Benegas e Civelli (Libertad)
GOLS VASCO: Juninho Pernambucano, aos 7min do segundo tempo; Alecsandro, aos 16min do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri; Eduardo Costa (Allan), Rômulo e Felipe (Fellipe Bastos); Éder Luís (Juninho), Willian Barbio e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz, Carlos Bonet, Joe Bizera, Ismael Benegas e Miguel Samudio; Victor Ayala (Melgarejo), Víctor Cáceres, Sergio Aquino e Luciano Civelli (Néstor Camacho); Rodolfo Gamarra (Pablo Velázquez) e Cristian Menéndez
Técnico: Jorge Burruchaga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG