Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco derrota Coritiba e alcança o São Paulo

Juninho é decisivo na vitória sobre time paranaense. Além de marcara, meia deu assistência para Rômulo

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

nullCom gols de Juninho Pernambucano e Rômulo, o Vasco derrotou o Coritiba por 2 a 0 na noite desta quinta-feira, em São Januário, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 41 pontos, o campeão da Copa do Brasil chega a sua segunda vitória sob o comando do técnico interino Cristóvão Borges, já que Ricardo Gomes segue se recuperando de um AVC hemorrágico sofrido no último doa 28.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

O jogo marcou o reencontro dos finalistas da Copa do Brasil. O momento hoje sequer lembra o da campanha do torneio nacional. Enquanto o time carioca briga pelas primeiras posições no Brasileiro e vai em busca do título mesmo já assegurado na Taça Libertadores de 2012, o Coritiba, com 29 pontos, ocupa a faixa intermediária da tabela. No domingo, o Vasco vai a Florianópolis enfrentar o Figueirense. Já a equipe paranaense recebe o Botafogo.

O jogo
Quem começou assustando foi o Coritiba. Logo com três minutos, Tcheco cobrou falta da esquerda e Pereira desviou de cabeça. A pequena torcida da equipe já se preparava para comemorar, quando Fernando Prass, no chão, fez difícil defesa.

O Coritiba não veio para São Januário preocupado apenas em se defender e sair nos contra-ataques. Pelo contrário: as primeiras investidas foram todas do time de Marcelo Oliveira.

Prass já tinha feito outra defesa quando Lucas Mendes, também em cobrança de falta, assustou o goleiro vascaíno. A bola desviou na barreira, calando o estádio.

Mas São Januário é área casa do Vasco. E se as bolas paradas do Coritiba não entraram, Juninho Pernambucano provou porque é o Reizinho da Colina. Aos 29, Diego Souza foi derrubado na entrada da área. A torcida pediu Juninho e o camisa 8 ajeitou. O chute, com efeito, ganhou o ângulo direito do goleiro, que nada pôde fazer. A bola ainda tocou no travessão antes de morrer no fundo da rede: 1 a 0.


O Coritiba acusou o golpe, permitindo ao Vasco ter mais domínio do jogo. O técnico Marcelo Oliveira promoveu duas alterações no intervalo. O Coritiba voltou com Luccas Claro e Everton nos lugares de Pereira e William. Mas foi o Vasco que continuou dando as cartas. E mais uma vez o gol nasceu de uma jogada de bola parada - e dos pés de Juninho Pernambucano. O meia cobrou escanteio da esquerda e Rômulo, convocado estava semana para a Seleção Brasileira, marcou de cabeça, sem chance para Vanderlei: 2 a 0.

Logo depois, Elton teve a chance de ampliar, mas o atacante, frente a frente com o goleiro, isolou. Fernando chegou a ser incomodado em uma cabeçada de Everton Costa. O lance mais quente do segundo tempo, porém, foi um choque de Renato Silva com Luccas Claro. O zagueiro vascaíno caiu desmaiado e foi retirado de ambulância. Em seu lugar, entrou Victor Ramos.
O Coritiba ainda esboçou uma reação no fim, mas o Vasco se retraiu e assegurou o resultado.


FICHA TÉCNICA - VASCO 2 X 0 CORITIBA
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de setembro de 2011 (Quinta-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Jefferson Schmidt (SC)
Assistentes: Marcia Caetano (Fifa-RO) e Claudemir Maffessoni (SC)

GOLS:
Vasco: Juninho Pernambucano, aos 29 minutos do primeiro tempo; e Rômulo, aos 10 do segundo
Cartões amarelos: Juninho Pernambucano, Pereira, William, Luccas Claro e Eduardo Costa

VASCO: Fernando Prass; Fágner, Renato Silva (Victor Ramos), Dedé e Jumar; Rômulo, Eduardo Costa, Juninho Pernambucano e Diego Souza (Bernardo); Eder Luis e Elton
Técnico: Cristóvão Borges

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Demerson, Pereira (Luccas Claro) e Lucas Mendes; Leandro Donizete, William (Everton), Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio (Everton Ribeiro) e Bill
Técnico: Marcelo Oliveira

 

Leia tudo sobre: VascoCoritibaBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG