Meia vascaíno moveu ação judicial contra o clube carioca devido ao atraso no pagamento dos salários

Bernardo gesticula para a torcida que o vaiava em São Januário
AE
Bernardo gesticula para a torcida que o vaiava em São Januário
O meia Bernardo não havia comparecido no primeiro encontro marcado pela diretoria do Vasco nesta quinta-feira, mas uma nova reunião entre as partes após os treinamentos selou o afastamento do jogador da equipe carioca. Responsável por mover uma ação judicial contra o clube , o atleta não integrará mais o elenco cruz-maltino e ficará sem treinar em São Januário até a definição de sua situação.

Leia mais: Salários atrasados fazem Bernardo acionar o Vasco na Justiça

O jogador foi duramento hostilizado pela torcida no último compromisso da equipe no Campeonato Carioca e alegou que não possui condições psicológicas para continuar trabalhando normalmente na equipe. O avançado espera que o time chegue a um acordo com relação ao pagamento dos salários atrasados e do FGTS para cancelar o processo que prevê a rescisão de seu contrato com o time.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Notificado pela Justiça nesta quinta-feira, o Vasco terá até a próxima segunda para acertar a situação do armador e garantir sua permanência no clube. Caso um acordo não venha a acontecer, Bernardo poderá negociar seu passe com qualquer time e frustrará o planejamento traçado pelo técnico Cristóvão Borges e pela própria diretoria carioca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.