Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco conta com a força da torcida para superar o Avaí

Cristóvão arma esquema ousado. Em três confrontos este ano, foram duas vitórias e um empate

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

AFP
Juninho é garantia de experiência no elenco
Quando a bola rolar às 19h deste sábado para Vasco e Avaí, o vice-líder do Campeonato Brasileiro estará pisando pela última vez em São Januário pela atual competição. Os jogadores convocaram a torcida para lotar o estádio e empurrar o time cruzmaltino, que soma 62 pontos – dois a menos que o Corinthians.

Se vencer o Avaí, Vasco assume a liderança. Confira a classificação do Brasileirão

Do outro lado, com apenas 30, estará o lanterna do campeonato. Na teoria, a despedida vascaína não poderia ser melhor. Mas a euforia fica da arquibancada para fora. Dentro de campo, existe o respeito pelos adversários ameaçados de rebaixamento.

Mesmo evitando um clima de festa em São Januário, a diretoria esperar encher os 24 mil lugares. Este ano, a torcida tem sido grande aliada do time, que já conquistou a Copa do Brasil e ainda é semifinalista da Copa Sul-Americana. Para não se afastar do primeiro colocado, o técnico Cristóvão Borges vai escalar sua força máxima. E mais: adotará uma postura ousada.

O meio de campo terá Rômulo, que volta de suspensão, Felipe, Juninho Pernambucano e Diego Souza. Elton volta ao time ao lado de Eder Luis, Cristóvão vinha escalando adiantando Diego no ataque, mantendo Elton e Alecsandro no banco como opção para o segundo tempo. Atrás, além de Fernando Prass; o time terá Fágner, Dedé, Renato Silva e Jumar. A ousadia do treinador é liberar Fágner para o meio e fechar a defesa com Dedé, Renato e Jumar.

Veja também: Vasco convoca torcida para despedida da Colina

“Precisamos vencer. A três jogos do fim, o Vasco não pode pensar em perder pontos em casa, ainda mais estando a dois de diferença do Corinthians”, discursou Cristóvão Borges, sem confirmar a presença de Ricardo Gomes na concentração mais uma vez antes da partida. O treinador, que se recupera de um AVC, esteve no hotel visitando os jogadores antes dos compromissos contra o Universitario de Lima e Botafogo – duas vitórias.

Entre para a Torcida Virtual de Vasco ou Avaí e comente o jogo deste sábado

Se depender do retrospecto, o Avaí é um adversário que este ano não ofereceu tanto perigo aos cruzmaltinos. Foram três jogos: dois pela Copa do Brasil e um pelo Brasileiro. As duas equipe fizeram a semifinal da Copa BR. Na primeira partida, no Rio, empate e 1 a 1. Já na Ressacada, vitória de 2 a 0, gols de Diego Souza e Revson, contra. Pelo Brasileiro, também em Florianópolis, o time carioca repetiu o placar de 2 a 0. Diego marcou novamente, com Dedé completando.

Por falar em Dedé, o zagueiro é atualmente uma das principais armas de Cristóvão. Só em 2011, ele marcou 12 gols, sendo quatro nos últimos três jogos. A fase é tão boa que o zagueiro admite “quebrar um galho” caso o treinador o improvise no ataque.

“Se ele (Cristóvão) me pedir para jogar de atacante, ‘tô’ dentro”, brincou o zagueiro.

FICHA TÉCNICA VASCO x AVAÍ
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de novembro de 2011
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)
Auxiliares: José A. Chaves Franco Filho (RS) e José Javel Silveira (RS)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Rômulo, Juninho Pernambucano, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Elton
Técnico: Cristovão Borges

AVAÍ: Marcelo Moretto, Daniel, Dirceu, Cássio e Léo Campos; Bruno Silva, Júnior Urso, Lincoln, Robinho e Cleverson; Willian
Técnico: Edson Neguinho

Leia tudo sobre: VascoAvaíBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG