Tamanho do texto

Maikon Leite, Kleber e Valdivia perdem gols, e Bernardo dá segunda vitória seguida para o time carioca

O Palmeiras jogou bem melhor que o Vasco na partida deste domingo em São Januário. Se na quinta-feira, pela Copa Sul-Americana, o time paulista fez um dos piores jogos da temporada, neste encontro, os comandados de Luiz Felipe Scolari impuseram uma ótima marcação, mas erraram demais na hora de finalizar e foram punidos aos 35 minutos. Bernardo bateu falta de maneira perfeita e fizeram os palmeirense lamentarem ainda mais as chances desperdiçadas por Kleber , Valdivia , Maikon Leite e Dinei no decorrer do jogo.

null

O resultado colocou o Vasco na 4ª colocação, com 30 pontos, quatro atrás dos líderes Corinthians e Flamengo , que empataram com Ceará e Figueirense , respectivamente. O Palmeiras fica na 6ª colocação, com 27, agora atrás do Botafogo, que venceu o América-MG de virada no sábado e chegou aos 28 pontos.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

O empate formou um empate triplo na 4ª colocação. Palmeiras, Vasco e Botafogo têm 28 pontos, mas o time de General Severiano soma oito vitórias e tem um saldo de gol melhor que o de São Januário. A equipe paulista é a pior no critério de desempate, por isso fica em 6º.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba as notícias do seu time em tempo real

No 1º tempo, o Palmeiras foi amplamente superior. Teve as melhores chances de abrir o placar, primeiro com Dinei, depois com Kleber, que chegou até a chapelar o goleiro Fernando Prass. A forte marcação dos comandados de Felipão dificultava muito a saída de jogo do Vasco, que se limitou a assustar Deola com as bolas paradas.

Na etapa final, o Palmeiras voltou a ser melhor, mas enfrentou um pouco mais de dificuldades, especialmente após as entradas de Bernardo e Leandro nos lugares de Éder Luís e Juninho Pernambucano. Maikon Leite também entrou no lugar de Luan e desperdiçou chance incrível de cabeça. Pelo lado vascaíno, Bernardo acertou a trave em jogada pela esquerda. Ele mesmo abriria o placar em batida de falta de longe.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco viaja até Santa Catarina para jogar contra o Avaí , às 19h30 de quarta-feira. Já o Palmeiras recebe o Bahia no Estádio Canindé, na quinta-feira, às 21h.

O jogo

O Palmeiras começou bem melhor no jogo e insistia bastante nas bolas pela lateral. Se com Dinei o time contava com uma referência na área, faltava alguém para achar o atacante. A ausência de Marcos Assunção foi rapidamente sentida, com os escanteios não tão bem cobrados por Luan. Em uma dessas cobranças em meia altura, Dinei se esforçou muito para desviar e quase abriu o placar.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Depois, aos 14 minutos, Valdivia teve a melhor chance do jogo até então. A zaga do Vasco foi afastar a bola, que desviou em um atacante palmeirense e sobrou pingando na marca de pênalti. O chileno isolou, colocando quase para fora do estádio. Sete minutos depois, Dinei aproveitou novo vacilo da zaga e desviou de bico. Prass salvou os donos da casa de saírem atrás no placar.

O Palmeiras dominava de forma ampla o jogo. A marcação era forte em toda a extensão do campo e as únicas chances dos anfitriões aconteciam em batidas de faltas pelas laterais. Sempre com Juninho Pernambucano, o time carioca colocava Deola para trabalhar. Aos 34 minutos, Kleber recebeu belíssimo passe de Valdivia, chapelou Fernando Prass, mas errou na hora de concluir. A bola sobrou para Dinei, que, de carrinho, também desperdiçou. Esse seria o último grande lance do jogo.

Na 2ª etapa, o time paulista voltou a começar melhor. Logo no primeiro lance de perigo, Thiago Heleno subiu mais alto que todo mundo e acertou o travessão de Fernando Prass. Para tentar quebrar o domínio palmeirense, Bernardo entrou no lugar de Éder Luís. Minutos depois, o Vasco até reagiu, mas com os pés de Rômulo, que deu belo drible em henrique e forçou Deola a fazer boa defesa.

O Palmeiras começou a cair de produção, e Felipão perecebeu isso. Tanto que tirou Luan, que também mostrava nervosismo em excesso e colocou Maikon Leite. Patrik substituiu Dinei, que foi muito bem no papel de pivô e também na hora de ajudar a defesa nas bolas aéreas.

Aos 27, Bernardo quase abriu o placar após bela jogada do Vasco. A bola sobrou na esquerda e o artilheiro do time na temporada acertou o pé da trave esuqerda de Deola. No lance seguinte, Cicinho e Valdivia fizeram boa jogada, e Maikon Leite desperdiçou em cabeçada dentro da pequena área.

Aos 35 minutos, Bernardo justificou o rótulo de talismã. Em falta da intermediária, o jogador bateu uma falta de maneira quase perfeita e não deu chances para Deola fazer uma defesa, colocando os donos da casa à frente no placar. Esse era o último lance de perigo do jogo.

FICHA TÉCNICA - VASCO 1 X 0 PALMEIRAS

Data : 14 de agosto de 2011 (domingo)
Horário : 16 horas (de Brasília)
Local : Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro : Marcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes : José Chaves Franco Filho (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Cartões amarelos : Dinei, Henrique, Luan, Cicinho e Vinícius (PAL) Renato Silva, Bernardo, Fagner e Julinho (VAS)

GOL
VASCO
: Bernardo, aos 35 minutos do 2º tempo

VASCO : Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar, Juninho Pernambucano (Leandro) e Felipe; Élton e Eder Luis (Bernardo)
Técnico : Ricardo Gomes

PALMEIRAS : Deola; Cicinho, Henrique, Thiago Heleno e Gerley; Chico, Márcio Araújo (Vinícius) e Valdivia; Luan (Maikon Leite); Kleber e Dinei (Patrik).
Técnico : Luiz Felipe Scolari

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.