Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco acorda no segundo tempo, bate o Madureira e lidera

Juninho Pernambucano, Fellipe Bastos e Allan marcaram os gols da partida disputada em São Januário

Gazeta |

Depois de um primeiro tempo apático, o Vasco subiu de produção na etapa final e derrotou o Madureira por 3 a 0 neste domingo, em São Januário. Os gols foram de Juninho Pernambucano , Fellipe Bastos e Allan .

Confira a classificação do Campeonato Carioca

O resultado fez a equipe cruz-maltina chegar aos sete pontos e assumir a liderança do Grupo B da Taça Rio . Já o Madureira ocupa a sexta colocação no Grupo A, com apenas três pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Botafogo no Engenhão, enquanto o Madureira terá pela frente o Bangu. Na quarta-feira, pela Taça Libertadores, o Vasco vai encarar o Libertad do Paraguai.

O jogo
Escalado com vários reservas, o Vasco começou a partida encontrando dificuldades para chegar ao ataque. O primeiro lance de emoção aconteceu aos quatro minutos na área cruzmaltina quando o goleiro Fernando Prass errou ao tentar afastar a bola da sua área e o atacante Paulo Vítor também falhou ao tentar concluir de cabeça para o gol vazio. No minuto seguinte, Paulo Vítor enfiou a bola entre as pernas de Max e cruzou para Paulo Vítor mas Renato Silva salvou, mandando a bola para escanteio. O time de Conselheiro Galvão seguiu no ataque e Leandro Cruz, depois de boa jogada individual, obrigou Fernando Prass a praticar uma defesa difícil.

A primeira jogada perigosa do Vasco aconteceu aos nove minutos quando Diego Souza foi lançado mas o goleiro Cléber chegou primeiro e afastou o perigo, socando a bola para longe. Aos dez minutos foi a vez de Juninho cruzar pela direita para Diego Souza que se antecipou aos zagueiros mas tocou a bola por cima.

O Vasco assumiu o controle da partida e aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, Diego Souza cabeceou de costas e a bola passou raspando à trave esquerda defendida por Cléber.

Juninho Pernambucano tentava ditar o ritmo da equipe mas encontrava dificuldades porque seus companheiros que não apareciam para dar opção de passe. o que fazia o time atacar de forma mais lenta. Além disso, o time dirigido por Cristovão Borges não contava com nenhum homem de referência na área porque Diego Souza saía muito para buscar a bola o que reduzia a força ofensiva da equipe.

Aos 26 minutos, Juninho cruzou da direita e o goleiro Cléber saiu de forma atabalhoada mas a zaga acabou afastando o perigo. Depois dos 30 minutos, o ritmo do jogo caiu muito com muitos erros cometidos pelas duas equipes, provocando a irritação da torcida vascaína que reclamava muito.

Aos 41 minutos, Paulo Vítor bateu falta da intermediária e obrigou Fernando Prass a praticar uma boa defesa, espalmando para escanteio e evitando o primeiro gol do Madureira.Ao final do primeiro tempo, a torcida cruzmaltina vaiou a má exibição da equipe.

AE
Juninho Pernambucano comemora seu gol diante do Madureira

o Vasco voltou para o segundo tempo com o argentino Abelairas no lugar do compatriota Chaparro numa tentativa de melhorar o passe no sistema ofensivo. Nos primeiros minutos, o Madureira se mostrava mais objetivo, tentando chegar com poucos passes à defesa cruzmaltina. Na primeira chegada ao ataque, aos oito minutos, Abelairas lançou Dieyson nas costas da zaga mas o lateral concluiu errado. No minuto seguinte, Juninho cobrou falta e Cléber espalmou para escanteio.

Depois da cobrança, a defesa do Madureira se atrapalhou e Juninho concluiu no canto esquerdo mas Cléber rebateu e a zaga aliviou mas a bola acabou sobrando outra vez nos pés de Juninho que isolou a bola. Logo depois, o técnico Cristovão Borges trocou o atacante Jonathan pelo meia Allan que estava afastado por lesão desde o início de fevereiro.

E aos 13 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol da partida. Max cruzou da direita e Juninho se meteu entre os zagueiros adversários para cabecear sem chances para o goleiro da equipe suburbana. O Madureira perdeu a chance de empatar aos 18 minutos quando Fernando Camargo foi lançado pelo meio da área e chutou, mas o goleiro Fernando Prass salvou com os pés.

O Vasco ampliou aos 21 minutos em chute de Fellipe Bastos que bateu rasteiro no canto direito de Cléber que foi aatrapalhado pelos zagueiros que estavam à sua frente. Aos 26 minutos novamente o time de Conselheiro Galvão voltou a assustar em cobrança de falta executada por Carlinhos que passou muito perto da trave direita do goleiro vascaíno que apenas torceu para bola sair.

Aos 31 minutos, o Madureira que passou a encurralar o Vasco, perdeu outra grande chance. Maciel entrou livre na área e chutou para Fernando Prass defender parcialmente e depois voltar a defender.

Aos 34 minutos, Juninho foi substituído e saiu muito festejado pela torcida que cantou a música composta para comemorar o título da Libertadores conquistado pelo Vasco e que teve a participação decisiva do veterano jogador. O Madureira seguiu pressionando mas os erros de finalização impediam que o time de Conselheiro Galvão chegasse ao primeiro gol.

O Vasco só voltou a incomodar aos 39 minutos quando Allan se confundiu com os zagueiros e perdeu a chance. Mas aos 40 minutos, Allan marcou o terceiro gol depois de receber na área, se livrar de Bill e chutar forte sem chances para o goleiro Cléber.

FICHA TÉCNICA - VASCO 3 x 0 MADUREIRA

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de março de 2012, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Pathrice Maia
Assistentes: Lilian da Silva Fernandes e Andréa Izaura Maffra
Cartão Amarelo: Wellington Júnior(Mad)

Gols:
VASCO: Juninho Pernambucano aos 13 minutos, Felipe Bastos aos 21 e Allan aos 40 minutos do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass, Max, Douglas, Renato Silva e Dieyson; Eduardo Costa, Fellipe Bastos, Juninho Pernambucano (Diego Rosa) e Chaparro (Abelairas); Jonathan (Allan) e Diego Souza
Técnico: Cristovão Borges

MADUREIRA: Cléber, Wellington Junior, Zé Carlos, Thiago Medeiros e Bill; Gilson, Caio César (Luiz Ricardo), Rodrigo e Leandro Cruz (Fernando Camargo); Maciel e Paulo Vítor (Carlinhos)
Técnico: Gabriel Vieira
 

Leia tudo sobre: vascomadureiracampeonato carioca 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG