Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vascaíno Felipe demonstra preocupação com a situação de Edmundo

Companheiro do ex-atacante no Vasco e na seleção brasileira, meia diz que "Animal" é uma pessoa emotiva

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Companheiro de Edmundo no Vasco e na seleção brasileira, Felipe se mostrou ansioso com a situação do ex-jogador. Preso na noite desta quinta-feira em São Paulo , o comentarista não será mais transferido para o Rio, já que o Tribunal de Justiça do Rio concedeu habeas corpus encaminhado pelo seu advogado, Arthur Lavigne . Edmundo está livre da pena de quatro anos e meio por causa de um acidente com três vítimas fatais na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio, em 1995.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Eu, particularmente, tenho carinho enorme por ele e sei que ele é um ser humano de coração muito grande. Dentro de campo ele pode ser explosivo, mas, fora, é uma pessoa doce e carinhosa. A gente vai rezar por ele”, declarou Felipe.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Felipe e Edmundo atuaram juntos no Vasco em duas temporadas entre 1996 e 2000. Neste período, o ex-jogador se transferiu algumas vezes. Na primeira, no fim de 97, para o futebol italiano. Retornou em 99, mas no ano seguinte se desentendeu com Romário por causa da braçadeira de capitão durante um jogo com o Palmeiras, pelo Rio-São Paulo e acabou abandonando concentração e depois, o clube.

Ao lado de Edmundo, Felipe, iniciando a carreira, conquistou o Brasileiro de 97. Na ocasião, o atacante foi eleito o melhor jogador da competição. "Aqui, no dia da apresentação do Juninho (Pernambucano), a gente viu como ele se emocionou com aquela festa toda. Edmundo é emotivo".

 

Leia tudo sobre: vascofelipeedmundo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG