Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Valdivia promete suportar dor para entrar em campo "pela torcida"

Chileno levou pisão no pé contra o Santo André, mas tem chances de ir à campo contra a Ponte Preta

Gazeta Esportiva |

A segunda passagem de Valdivia pelo Palmeiras, iniciada em agosto do ano passado, tem sido marcada por lesões. E mesmo quando o meia começa a ter uma sequência, ocorrem acidentes como o pisão no pé direito que levou contra o Santo André e o tornou dúvida para domingo, contra a Ponte Preta. Mas o "Mago" promete jogar principalmente por um motivo: seus fãs.

"Na semana passada teve um evento e foi um monte de torcedor. Eu nem tinha jogado e mesmo assim os caras foram lá e deram apoio. Quando a gente entra em campo, pensa muito neles, além da família e do grupo", contou o camisa 10, que, com Kleber e Marcos Assunção, motivou mais de 500 palmeirenses a participarem de uma noite de autógrafos em loja do Shopping Bourbon, ao lado do Palestra Itália, e deixou mais de uma centena fora.

Por causa dessa idolatria, segundo o chileno, ele consegue voltar de lesão com boas atuações. Na quarta-feira, por exemplo, ele fez o seu primeiro jogo como titular desde a goleada sobre o Uberaba, em Minas Gerais, quatro semanas antes. E mostrou não sentir dores na coxa esquerda que tanto o atrapalhou com uma fibrose no segundo semestre de 2010.

Com movimentação e dribles, levantou a torcida que esteve no estádio Bruno José Daniel, em Santo André. "É a confiança que o grupo e o treinador passam, e o apoio da torcida. E o momento que o grupo vive, que é bom. Quando se tem confiança, é só jogar", explicou.

Por isso, a unha que ficou preta por causa do pisão que recebeu não será problema, em sua opinião. Na reapresentação do elenco, na quinta-feira, o jogador retirou o sangue concentrado no local e realizou apenas trabalhos físicos ainda mancando. Mas assegura: nada que o impeça de estar em campo em Campinas, apesar de ele fazer um teste com bola nesta sexta-feira para ter certeza que será relacionado.

"Está cedo ainda, tenho até domingo para me recuperar e acredito que não vou ter problemas para jogar domingo contra a Ponte Preta. É uma dor que dá para aguentar fácil", assegurou o jogador, que precisa ganhar ritmo para, nas fases decisivas do Paulistão e da Copa do Brasil, ser o meia criativo e ousado que Luiz Felipe Scolari deseja.

"Gladiador" também quer jogar
Citado pelo treinador como outro possível desfalque no Moisés Lucarelli, além do suspenso Gabriel Silva, o machucado Lincoln e o poupado Márcio Araújo, Kleber deseja entrar em campo para ajudar o time a entrar nas quartas de final do Paulistão com a melhor campanha da fase de classificação.

"Quem sabe é o Felipão. Se ele achar bom poupar, a gente vai respeitar porque realmente são muitos jogos. Eu gostaria muito de jogar porque esta primeira posição é importante, teríamos uma vantagem bem legal depois de decidir em casa", argumentou o Gladiador.

Leia tudo sobre: PalmeirasValdiviaCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG