Tamanho do texto

Especulações colocavam chileno por empréstimo no Al Ain. Camisa 10 ainda teve proposta da Turquia, mas optou por seguir no Brasil

A informação de que Valdivia deixará o Palmeiras e voltará para o Al Ain, clube dos Emirados Árabes, não passa de boato. Pelo menos é o que diz a diretoria do clube paulista e também o empresário do atleta, que ainda afirma ter recusado até uma proposta da Turquia para sair do Brasil.

A especulação começou no fim de semana, após um executivo do Al Ain declarar que se interessava no empréstimo do chileno. E o boato ganhou ainda mais força nesta terça-feira, com um Twitter extra-oficial do clube confirmando a contratação. A conta, no entanto, não é administrada pelo time árabe.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Valdivia fica no Palmeiras
Gazeta Press
Valdivia fica no Palmeiras

“Não faz o menor sentido emprestar o Valdivia, pela importância dele no time e pelo investimento que fizemos e que ainda teremos que pagar por ele. Na internet, no Twitter, cada um fala o que quiser”, afirmou o vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo.

Valdivia custou cerca de 6 milhões de euros ao Palmeiras. Essa quantia foi paga ainda na gestão Luiz Gonzaga Belluzzo com uma carta de crédito concedida pelo banco Banif, que tinha vencimento no último dia 15, mas foi adiada após uma negociação entre clube e instituição financeira.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

O empresário do atleta, Rodolfo Fortes, afirmou que Valdivia recebeu uma sondagem da Turquia, mas que seu interesse é ficar no Brasil e voltar a apresentar o futebol que deu a ele status de ídolo no Palestra Itália.

“Não passa de um boato. Ele vai ficar aqui no Brasil, quer ficar no Palmeiras. Ele até recusou uma proposta da Europa e nem quis sair, nem levamos para frente. Ele quer ficar por aqui e quer voltar a ser o Valdivia de sempre, ainda mais agora que não tem lesão, não tem problema nenhum”, explicou o agente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.