Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Valcke pede que Brasil 'ponha casa em ordem' por Copa

Secretário geral da Fifa também afirmou que o país precisa de um 'pontapé na bunda' para acelerar a organização do evento

AE |

selo

Getty Images
Secretário geral da Fifa voltou a criticar o atraso nas obras para a Copa de 2014
Uma semana antes de realizar nova visita ao Brasil, o secretário geral da Fifa Jerome Valcke voltou a tecer duras críticas com relação à organização da Copa do Mundo de 2014. O dirigente, que havia amenizado as reclamações na visita que fez ao país em janeiro, voltou a disparar principalmente contra os atrasos nas obras de infraestrutura. Ele prometeu cobrar pressa do Comitê Organizador.

Leia mais: Membros do COL, Ronaldo e Bebeto participam de ato do TST no Maracanã

"O grande problema que temos no Brasil é que tem muitas coisas que não estão sendo feitas. Não entendo por que essas coisas não estão em curso. Os estádios estão atrasados e por que está tudo tão atrasado?", perguntou ele, mandando uma mensagem direta às autoridades brasileiras: "Têm que se apressar, colocar a casa em ordem e organizar este Mundial. Vocês precisam de um impulso, é preciso dar um pontapé na bunda e organizar esta Copa", criticou o dirigente

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Valcke criticou ainda o que ele entende ser uma preocupação excessiva com o título mundial em 2014. "O que é a Copa para o Brasil, organizar ou ganhar o Mundial? Creio que seja ganhar a Copa. Creio que deveriam pensar como a África do Sul, cuja prioridade era organizar a Copa, não ganhar a Copa", disse ele, esquecendo-se do histórico dos dois países no futebol.

Confira ainda: Blatter quer tecnologia em campo já na Copa de 2014

O dirigente disparava contra todos os lados. Perguntou por que não há "mais apoio" e "mais entusiasmo" das autoridades do país para terminar estádios, hotéis e redes de transporte. "O Brasil não tem hotéis suficientes. Tem mais do que o suficiente em São Paulo e Rio, mas em Manaus precisa mais", disse Valcke, que ainda citou Salvador como uma sede que não teria condições de receber um clássico como Inglaterra e Holanda. "A cidade é agradável, mas tem que melhorar a forma de chegar ao estádio".

E mais: Valcke cutuca Brasil e diz que Fifa sabe desfecho da crise da CBF

O secretário geral da Fifa também reclamou das "discussões intermináveis" para aprovar a Lei Geral da Copa. "Deveríamos ter estes documentos assinados em 2007 e já estamos em 2012", lembrou.

Leia tudo sobre: copa do mundo 2014jerome valckefifa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG