Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Valcke envia carta de desculpas e culpa tradução por crise

Secretário-geral da Fifa diz que está "sob pressão" e diz que Brasil é única opção para a Copa

iG São Paulo |

Reprodução
Valcke disse ter sido vítima da tradução
Após o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, enviar carta à Fifa oficializando o pedido de veto ao secretário-geral da Fifa, Jèrôme Valcke , como interlocutor da entidade máxima do futebol com o Governo Federal, o francês pediu desculpas. Ele enviou carta dizendo ter sido vítima de tradução ruim e "interpretações incorretas". Toda a confusão se deu após Valcke dizer que o Brasil precisava de um “chute no traseiro” para acelerar a organização do Mundial.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo o secretário-geral, a expressão "se donner un coup de pied aux fesses" - utilizada por ele na polêmica declaração - é corriqueira em seu país-natal, a França, para pedir que se "acelere o ritmo" de algo. Valcke argumenta que a expressão foi traduzida ao pé da letra para o português e que isso acabou gerando "interpretações incorretas".

ALDO REBELO: Em carta à Fifa, ministro do Esporte pede afastamento de Valcke

Na carta, o francês pede desculpas "a qualquer pessoa que tenha se sentido ofendida" com suas palavras e diz que tem "imenso respeito e admiração" pelo Brasil. Ele também firma que o país "é e sempre será a única opção para sediar a Copa do Mundo". Por fim, o secretário-geral diz estar "sob muita pressão" e se mostra "confiante que não existe nenhum problema que não possa ser superado."

BRIGA: Secretário da presidência chama Valcke de vagabundo

Valcke tem viagem prevista para o Brasil para a próxima segunda-feira. O cartola pretende visitar Recife, Cuiabá e Brasília para conferir o andamento das obras para o Mundial.

AP
Jèrôme Valcke diz que tudo não passou de um erro de tradução e assegura a Copa do Mundo de 2014 no Brasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG