Tamanho do texto

Atacante ficou no banco contra o América-MG, entrou, fez um gol e deve ser titular contra o São Paulo

Deivid comemora um de seus 10 gols pelo Fla no Brasileiro
AE
Deivid comemora um de seus 10 gols pelo Fla no Brasileiro
Cotado para ser titular contra o São Paulo , domingo, às 16h, no Morumbi, pela 27 a rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Deivid não consegue se acostumar com o rodízio no ataque do Flamengo . Nem com as vaias direcionadas a ele, principalmente nos jogos disputados no Engenhão.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Reserva no confronto com o América-MG , sábado, no Engenhão, ele entrou em campo no intervalo, no lugar de Jael , e marcou o gol que deu início à reação para a conquista da vitória por 2 a 1 . Mesmo com 10 gols marcados no Brasileiro, Deivid sabe que seu sofrimento está longe do fim.

“Nunca me acostumei com isso (rodízio), nem com as vaias. Onde eu joguei, sempre fui aplaudido, mas essas coisas acontecem e tenho que tirar uma lição disso”, afirmou Deivid. “Não sou de reclamar. Minha obrigação é estar aqui no horário para receber ordens e cumprir o que o treinador me pede”.

Vitorioso com as camisas de Cruzeiro , Santos e Corinthians , Deivid lembra do assédio que recebia de torcedores do Flamengo no passado. Carioca, revelado pelo Nova Iguaçu, sempre manifestou a sua vontade de defender o clube, para o qual torcia na infância.

“Quando desembarcava aqui no Rio e estava no Cruzeiro, me pediam para jogar no Flamengo”, disse Deivid, que se defende. “As pessoas esquecem que eu jogava num esquema diferente. Nunca joguei de costas”, emendou o jogador, que conta com o apoio do técnico Vanderlei Luxemburgo .

Entre para a Torcida Virtual e opine sobre a situação de Deivid

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.