Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vágner Mancini repreende Apodi e Mazola no Guarani

Jogadores, colegas de time, tiveram uma discussão na derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, no domingo, na Arena Barueri

Agência Estado |

A quarta-feira foi marcada por uma "lavagem de roupa suja" entre jogadores e comissão técnica do Guarani. Antes do treino da manhã, o técnico Vágner Mancini conversou por mais de uma hora com o elenco e aproveitou para chamar a atenção do lateral Apodi e do atacante Mazola.

Os dois jogadores tiveram uma discussão na derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, no domingo, na Arena Barueri. A situação só não ficou pior por conta da intervenção de companheiros.

"Foi uma reunião na qual procuramos acertar alguns erros que aconteceram na partida passada, e que não podem se repetir. Além disso, o professor [Vágner Mancini] deixou claro que isso [briga] não pode voltar a acontecer. Seria pior se os dois tivessem sido expulsos", afirmou o zagueiro Ailson.

Para a partida contra o Vitória, domingo, em Campinas, o treinador campineiro terá um desfalque importante. O volante Baiano foi suspenso por dois jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quarta-feira, pela expulsão na derrota para o Atlético-GO.

Outro que é dúvida é o atacante Mazola. Ele voltou a sentir dores musculares e deve fazer um exame nesta quinta-feira, para saber se joga. Por outro lado, o lateral-esquerdo Márcio Careca e o volante Maycon retornam de suspensão.

A derrota para o Palmeiras foi o nono jogo sem vitórias do Guarani, sendo três empates e seis derrotas. O time não marca gols há seis rodadas, sequência que o derrubou para a 17.ª colocação, com 36 pontos, na zona de rebaixamento.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroguarani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG