Ari e Ibson não foram os únicos brasileiros a marcar e perderam semi da Copa da Rússia. CSKA pega Alania

Vágner Love teve participação decisiva na classificação do CSKA à final da Copa da Rússia, com uma vitória sobre o Spartak Moscou, nesta quarta-feira. O brasileiro fechou a boa noite do país, que teve Ari e Ibson anotando seus tentos pelo lado do Spartak, marcou o terceiro gol no empate em 3 a 3 e ainda fez o seu na disputa de pênaltis, que terminou com uma vitória do CSKA por 5 a 4.

A partida, aliás, foi emocionante. O CSKA saiu na frente com Necid, aos 42 da primeira etapa. O Spartak empatou com Kombarov, aos 45 do primeiro tempo, e virou, com Ari, aos 16 da segunda etapa. Doumbia empatou novamente aos 27 minutos, mas Ibson colocou o Spartak na frente mais uma vez, aos 32, até que Vagner Love fechou o placar já aos 37 minutos.

"Foi um jogo muito emocionante, com muitas mudanças de placar e a nossa equipe acabou com um jogador a menos, já que o Doumbia se contundiu. Mas no final tivemos um poder de recuperação muito bom e conseguimos essa importante vitória que dá mais moral para a equipe no Campeonato Russo e também na final da Copa", disse Love.

O jogador ainda começou a partida no banco. Ele entrou aos 19 do segundo tempo para jogar numa função diferente da que está acostumado, como meia armador.

"O treinador precisava mexer no meio e entrei jogando na armação. Me senti bem porque nessa função você pega mais na bola e eu tenho facilidade de partir em velocidade e fazer os passes para os meus companheiros. No lance do gol eu sai do meio, consegui fazer uma boa tabela com o Necid e entrei de frente para finalizar", contou.

Na final, o adversário do CSKA na final da Copa Rússia será o Alania, que bateu o Rostov nos pênaltis após um empate em 0 a 0 no tempo normal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.