Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vaga na Fifa e apoio na Conmebol fizeram Brasil ceder Copa América

Novato no cargo, José Maria Marin aceitou ceder pressão chilena para receber torneio em troca de apoio político

Paulo Passos, iG São Paulo |

Gazeta Press
Del Nero na Fifa foi uma das coisas que Marin pediu para aceitar ceder Copa América ao Chile
O acordo para ceder o direito a sediar a Copa América de 2015 para o Chile foi selado na última sexta-feira, mas vinha sendo costurado nas últimas semanas. Desde 2009, o país já pleiteava receber o torneio, que estava previsto para ocorrer no Brasil. A indicação de Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, para o Comitê Executivo da Fifa, foi uma das coisas que José Maria Marin pediu em troca para aceitar a mudança.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Principal aliado do novo presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Del Nero assumiu a vaga na principal instância da Fifa no lugar de Ricardo Teixeira, que renunciou ao cargo. A vaga era da Conmebol e havia na entidade uma pressão grande para que um dirigente de outro país fosse escolhido.

VEJA TAMBÉM: iG antecipou mudança de sede na Copa América de 2015  

Até então, a CBF tinha como único aliado fiel na entidade a AFA (Associação de Futebol da Argentina). Ao ceder a pressão dos chilenos, Marin acredita agora contar com um novo parceiro político.

Del Nero foi o principal articulador para a permanência de José Maria Marin na presidência da CBF, após a saída de Teixeira. No Comitê, o cartola paulista participará de reuniões onde são definidos temas sobre as competições organizadas pela Fifa, entre elas a Copa de Mundo de 2014, e tudo mais que diz respeito a administração da entidade.

LEIA AINDA: Atraso na Lei da Copa emperra ingressos, plano de marketing e até mascote

O Comitê Executivo é o órgão máximo da Fifa e se reúne quatro vezes por ano. Ele é presidido por Joseph Blatter e conta com 15 membros e seis vice-presidentes. Entre eles, o vice-presidente sênior, o argentino Julio Grondona, presidente da AFA (Associação Argentina de Futebol), desde 1979. A próxima reunião do Comitê acontecerá nos dias 29 e 30 de abril, em Zurique, na Suíça. Além de marcar a estreia de Del Nero, o evento terá a primeiro encontro de Joseph Blatter, presidente da Fifa, com José Maria Marin como presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local da Copa de 2014).

Alegria chilena

Conforme o iG antecipou nesta sexta-feira, o Brasil cedeu o privilégio de sediar a Copa América de 2015 para o Chile. A informação foi confirmada neste sábado pelo presidente da ANFP (Associação Nacional de Futebol do Chile), Sergio Jadue. Com o novo acordo, o Brasil vai organizar a competição em 2019. A CBF confirmou a troca entre os países, resta agora a homologação da Conmebol.

“É com alegria, orgulho e emoção que tenho o privilégio de anunciar que o Chile voltará a organizar a Copa América depois de 24 anos. Chegamos a um acordo com a Confederação Brasileira de Futebol para trocar as sedes de 2015 e 2019. Vamos organizar uma bela Copa América e lutaremos para deixá-la em casa pela primeira vez na história”, disse o presidente da ANFP. 

Leia tudo sobre: copa américacopa de 2012chileconmebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG