Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vaga na Libertadores irá pesar em possível renovação de Joel Santana

Técnico do Botafogo deixou claro que desempenho no final do Campeonato Brasileiro será determinante para estender o contrato

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859633804&_c_=MiGComponente_C

Até o final do Campeonato Brasileiro, a torcida do Botafogo terá duas indefinições que estão diretamente ligadas. Se a equipe carioca irá conquistar a vaga na Copa Libertadores do próximo ano, e se o técnico Joel Santana seguirá no comando da equipe em 2010. A vontade da diretoria é a permanência do treinador, que já recebeu uma carta com uma proposta para estender o contrato. Porém, Joel Santana pediu para responder apenas no final do Campeonato Brasileiro. Segundo o treinador, a colocação final da equipe será determinante para os planos futuros.

"Se eu começar a pensar nisso agora, vai mexer com minha cabeça, vai me atrapalhar todo. Estava estudando o jogo do Prudente. Eu não posso perder este foco. Mas claro que a vaga terá um peso na decisão de renovar. Se o Botafogo já estivesse com a vaga na Libertadores garantida, eu dava a resposta hoje de que fico. Mas é preciso esperar um pouco, tem muitas coisas para pensar ainda", declarou o treinador.

O treinador foi contratado em janeiro, após a goleada sofrida para o Vasco por 6 a 0. Depois de conquistar o Campeonato Carioca, Joel recebeu sondagens de Cruzeiro, Flamengo, Corinthians e equipes do Oriente Médio, mas optou por terminar seu trabalho no Botafogo. Apesar de ressaltar a importância da vaga na Libertadores para a sequência do trabalho, Joel destacou o bom relacionamento com a diretoria do Botafogo como um fator que pode pesar na sua permanência.

"Meu relacionamento com o Maurício Assumpção (presidente) e o André Silva (vice de futebol) é o melhor possível. Já temos boa parte do grupo já pronto, só precisamos de algumas peças, fazer alguns ajustes aqui e ali. Seria melhor ficar, mas existem muitas coisas que a gente precisa conversar", revelou o treinador do Botafogo. O Botafogo não disputa uma Copa Libertadores desde 1996.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG