Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Uruguai empata com Chile e dá sequência a jejum dos favoritos

Seleção "Celeste" foi dominada pelos chilenos, que contaram com a volta inspirada de Valdivia

Gazeta |

O jejum de vitórias das equipes favoritas nesta Copa América permaneceu. Após estrear empatando com o Peru, o Uruguai foi dominado e só empatou em 1 a 1 com o Chile, nesta sexta-feira, e seguiu sem vencer na competição, assim como Argentina e Brasil .

Desorganizados em campo, os uruguaios não jogaram bem, ao contrário do Chile, que teve toque de bola envolvente, mas pecou nas finalizações. A "Celeste Olímpica" até saiu na frente, aos oito minutos da etapa final, com Álvaro Pereira. Mas o Chile empatou aos 19, com Sanchéz, que interessa ao Barcelona. A jogada chilena começou com Valdivia , que havia entrado na partida quatro minutos antes e teve uma boa atuação durante o segundo tempo.

Com o resultado, o Chile mantém a liderança do Grupo C, com quatro pontos conquistados. O Uruguai é o segundo, com dois. Os chilenos, no entanto, podem perder a ponta para o Peru, que enfrenta o México às 21h45 (de Brasília).

AFP
Valdivia entrou durante o jogo, acertou bons passes e foi perseguido duramente pelos uruguaios

O jogo

Em busca de seus primeiros três pontos na competição, o Uruguai começou a partida pressionando, principalmente em lances de bola parada, com Forlán. Mas logo a Celeste Olímpica viu o Chile dominar as ações de jogo.

Os chilenos mostraram toque de bola envolvente e variaram as jogadas pelas laterais e a faixa central do campo. A marcação uruguaia, porém, ia bem, e o Chile só conseguiu assustar em chute à distância. Aos 20 minutos, Vidal soltou uma bomba de fora da área, e a bola passou com muito perigo por cima do travessão.

A partir de então, a partida foi ficando nervosa, com faltas duras e lances ríspidos das duas equipes. O Uruguai se mostrou muito desorganizado e era, basicamente, só raça. Já o Chile, envolvia o adversário, mas pecava na hora de finalizar.

Os chilenos só foram assustar de novo, aos 41 minutos. Em bola cruzada na área, Lugano afasta mal e a bola sobrou para Isla, que mandou no travessão de Muslera. O goleiro uruguaio ainda viu outra bola acertar a trave, dois minutos depois, em chute de Beuasejour.

EFE
Cáceres e Suazo dividem durante o jogo
A etapa final começou com o Chile pressionando em busca do primeiro gol, mas foi o Uruguai que conseguiu inaugurar o marcador. Aos oito minutos, Suárez foi até a linha de fundo, ivadiu a área pela direita e rolou para trás, encontrando Álvaro Pereira que, livre de marcação, chutou na saída de Bravo.

O gol empolgou os uruguaios que, aos 18 minutos, quase ampliaram. Suárez entrou em velocidade na área e chutou forte no canto esquerdo de Bravo, que espalmou para escanteio. A ofensividade do Uruguai parou por aí. No minuto seguinte saiu o gol chileno.

Valdívia, que havia entrado aos 15 minutos da segunda etapa, lançou Beausejour na ponta esquerda, que rolou na área para Sánchez. O atacante dominou e chutou no rasteiro, no canto esquerdo de Muslera, empatando a partida.

O Chile então foi todo ao ataque e o Uruguai, acuado, só assistiu os chilenos jogarem. O goleiro Muslera trabalhou bem, evitando gol de Jimenez e Islã e garantiu o 1 a 1 no marcador.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 1 X 1 CHILE

Local: Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza (Argentina)
Data: 8 de julho de 2011, sexta-feira
Horário:19h15 (Brasília)
Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)
Assistentes: Nicolas Yegros (Paraguai) e Efrain Castro (Bolívia)
Cartões amarelos: Coates, Cáceres, Álvaro Pereira, Gonzalez e Suárez (Uruguai); Contreras, Jará, Vidal e Sánchez (Chile)

Gols: URUGUAI: Álvaro Pereira aos oito minutos da etapa final
CHILE: Sánchez, aos 19 do segundo tempo

URUGUAI: Muslera; Maxi Pereira (Lodeiro), Lugano, Coates e Martín Cáceres; Diego Pérez, Arévalo Rios (Eguren) e Álvaro Pereira (Cavani); Forlán, Cavani e Suárez
Técnico: Oscar Tabárez

CHILE: Bravo; Contreras, Ponce, Jará (Valdivia) e Isla; Medel, Vidal, Beausejour (Carmona) e Jimenez; Suazo (Paredes) e Alexis Sanchéz
Técnico: Claudio Borghi

Leia tudo sobre: uruguaichilecopa américa 2011futebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG