Tamanho do texto

Com a vitória desta terça, a equipe de Alex Ferguson chegou aos 45 pontos no Campeonato Inglês

Evra disputa bola pelo alto com Wilkinson
AP
Evra disputa bola pelo alto com Wilkinson
O Manchester United teve uma noite dos sonhos no Old Trafford, nesta terça-feira. Jogando diante do Stoke, desfalcados de Rooney, Vidic e Ashley Young, os Diabos Vermelhos conseguiram a vitória por 2 a 0, com dois gols de pênalti, e viram o rival City perder para o Everton por 1 a 0, fora de casa, com gol de um ex-jogador seu, o volante Darron Gibson, negociado menos de um mês atrás.

Leia mais: Perto dos 39 anos, Giggs quer jogar ao menos mais uma temporada

Atuando diante dos seus torcedores, o United não mostrou um futebol vistoso, muito por causa das ausências e o certo abatimento causado pela eliminação do último final de semana, contra o Liverpool, pela Copa da Inglaterra.

Veja ainda: Manchester City empresta Wayne Bridge ao Sunderland

Após um primeiro tempo muito fraco tecnicamente, o time chegou ao primeiro gol pouco antes do intervalo. Aos 38 minutos, Park foi derrubado na área adversária e o juiz marcou pênalti. Chicharito Hernández bateu bem, colocado, e abriu o placar.

Já na etapa final, o ritmo seguiu o mesmo, com o Stoke pouco produzindo diante dos apáticos comandados de Sir Alex Ferguson. Mesmo assim, com mais um pênalti, selou o triufo. Aos oito minutos, Valencia roubou bola na frente e foi puxado, conseguindo a penalidade convertida pelo búlgaro Berbatov.

Berbatov marcou de pênalti para o Manchester United nesta terça-feira
Getty Images
Berbatov marcou de pênalti para o Manchester United nesta terça-feira
Enquanto isso, na cidade de Liverpool, o City não conseguia passar pela forte retaguarda dos anfitriões. Para piorar a situação, aos 15 minutos do segundo tempo, Donovan dominou cruzamento e rolou para o ex-Diabo Vermelho Gibson, que chutou forte. A bola ainda desviou em Barry e enganou o goleiro Harte.

Com os resultados, ambos os times ficam empatados na liderança com 45 pontos, mas os citizens ficam ainda à frente no saldo de gols (41 a 35). Na próxima rodada, no entanto, os atuais campeões têm pela frente o Chelsea, enquanto o time do técnico Roberto Mancini recebe o Fulham.