Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Um argentino com a camisa do Brasil? Sim, é possível

Garoto Gustavo prefere Messi a Neymar, mas colocou a camisa amarela para agradar parentes

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a La Plata |

Um argentino com a camisa do Brasil? Sim, é possível. Gustavo, nove anos, foi a La Plata, cidade a 60 km de Buenos Aires, assistir ao jogo do Brasil contra a Venezuela com o uniforme da seleção brasileira. Loucura? Não, uma idéia dos tios peruanos, que são fãs do futebol brasileiro e compraram ingressos para ver a estreia, que começa 16 horas (de Brasília).

“Quem sabe o garoto não percebe que o futebol brasileiro é bem melhor”, disse o tio Juan, dando risada. O quinteto de peruanos, acompanhado do sobrinho nascido na Argentina, vive no país sede da Copa América há alguns anos, mas gostam mesmo é do futebol brasileiro.

Neymar é o melhor. Mas que pena que o Kaká não veio. E que o gordo se aposentou”, disse Carlos, se referindo a Ronaldo, que encerrou a carreira em fevereiro e se despediu da seleção em junho, em jogo contra a Romênia, no Pacaembu.


Os tios, porém, não vão conseguir fazer Gustavo vestir amarelo caso Brasil e Argentina se cruzem, provavelmente na final da Copa América. “Aí vou torcer para a Argentina”, disse Gustavo. Mas quem é melhor, Messi ou Neymar? “Messi”, cravou o garoto, defendendo a pátria.

Santosmania

Alguns torcedores brasileiros estavam com a camisa do Santos, dos craques garotos Neymar e Paulo Henrique Ganso, na porta do Estádio Único de La Plata. Matheus Soeiro estava acompanhado da família e vestia a camisa 10, mas não prefere Ganso.

“Os dois são bons jogadores. Gosto dos dois”, disse Matheus. 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG