Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Último título corintiano inspira Marcelo Oliveira no seu retorno

Participação na final contra o Inter, na Copa do Brasil de 2009, move jogador na sua volta

Bruno Winckler, enviado iG a Itu |

Marcelo Oliveira é um dos sete jogadores do Corinthians que retornaram de empréstimo neste início de temporada. Mas é o único que pode dizer que foi fundamental na conquista do último grande título corintiano. Em 2009, na primeira partida da final da Copa do Brasil contra o Internacional, o lateral-esquerdo substituiu o titular André Santos que estava servindo à seleção brasileira e deu o passe para o gol de Jorge Henrique, que abriu a vitória por 2 a 0.

AE
Marcelo Oliveira faz exercícios durante a pré-temporada corintiana
"Até hoje, quando encontro um torcedor na rua, essa é a primeira coisa que ele me fala. Aquele foi o jogo mais importante que fiz pelo Corinthians e é nele que me inspiro para conquistar meu espaço no clube", disse o jogador, ao iG, pouco antes dos treinos da sexta-feira em Itu. "Aquele título foi muito especial para mim por tudo que havia passado antes", disse o jogador, que estava no Grêmio Prudente, citando o momento mais difícil da sua carreira. 

Em 2008, durante recuperação de cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado do joelho direito, o jogador sofreu uma infecção hospitalar que quase obrigou os médicos a amputarem sua perna direita. O jogador lida esta passagem com bom humor.

"Só lembrava do problema no meu joelho quando alguém me perguntava dele. Prefiro lembrar desse episódio só como algo difícil que superei. Pensar que por pouco parei de jogar futebol e que agora estou aqui me deixa mais motivado", disse Marcelo, que despontou no clube em 2007, durante a campanha no Brasileirão. Ele rompeu os ligamentos do joelho direito na 15ª rodada do campeonato, contra o Goiás, no Morumbi, e pouco pôde fazer para evitar o rebaixamento naquele ano.

Entre a lesão sofrida em agosto de 2007 e sua volta, em junho de 2009, justamente na partida contra o Inter pela Copa do Brasil, foram um ano e 10 meses parado. "Eu até me surpreendo quando lembro que depois de tanto tempo voltei e voltei bem naquele jogo. Mas os médicos já tinham me falado que minha recuperação total poderia demorar. Tanto que no jogo seguinte, contra o São Paulo, no Pacaembu, eu ja me machuquei porque não estava com bom condicionamento físico". Na ocasião, o jogador sentiu lesão na coxa esquerda, e não voltou a jogar com frequência naquele ano.

De acordo com Marcelo sua saída para o Grêmio Prudente, em janeiro de 2010, serviu para que pudesse adquirir ritmo de jogo sem a pressão de jogar em um grande clube. "Conversei com o pessoal do Corinthians e com meu empresário (Nick Arcuri) e como eu ainda ia precisar de uma sequência preferi conseguir longe do Corinthians, onde pudesse jogar mais", conta.

A chegada de Roberto Carlos, também em janeiro do ano passado, também motivou o jogador a buscar um ano de recuperação longe do Corinthians. "Eu sei que jogaria pouco e eu só ia me recuperar jogando. Agora estou me sentindo muito bem".

No Grêmio Prudente o jogador foi importante na campanha que levou o time para a semifinal do Paulistão contra o Santo André, mas não conseguiu evitar o rebaixamento da equipe para a Série B do Brasileiro. "Perdemos alguns bons jogadores, como o Marcos Assunção, e quando iniciamos o segundo turno na lanterna a gente percebeu que ia ser difícil reverter a situação".

Marcelo Oliveira participou de 28 dos 38 jogos do Prudente. Perdeu dois jogos por suspensão e não enfrentou o Corinthians por força de contrato. De acordo com números da FootStats, o lateral-esquerdo deu dois passes para gol e acertou sete dos 43 cruzamentos que tentou fazer no campeonato.

Ser reserva de Roberto Carlos não preocupa o jogador. O fato de ter iniciado a carreira como volante o anima a ter mais chances também fora da posição. "O Tite sabe que jogo de volante também e acho que até por isso ele quis que eu voltasse para cá", comentou. 

Leia tudo sobre: corinthiansfutebolitu

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG