Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Uefa rejeita denúncias de Real e Barcelona após clássico

Catalães reclamavam de José Mourinho, enquanto madrilenhos criticaram supostas simulações de atletas do Barça

AE |

A Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) rejeitou oficialmente nesta segunda-feira as denúncias apresentadas pelo Real Madrid , que pediu pela abertura de investigação contra jogadores do Barcelona por causa do comportamento dos mesmos na partida da última quarta-feira, pelas semifinais da Liga dos Campeões da Europa , quando o time catalão venceu por 2 a 0, fora de casa. Além disso, a entidade também anunciou que recusou a denúncia apresentada pelo Barça contra o técnico José Mourinho, que acusou a equipe de Josep Guardiola de estar sendo favorecida pela Uefa na competição.

A entidade que controla o futebol europeu informou que não irá aplicar sanções ao Barcelona depois de o Real ter denunciado comportamento antidesportivo de seis jogadores do time dirigido por Guardiola.

Na última sexta-feira, o comitê disciplinar da Uefa revelou que iria analisar seis acusações contra os dois clubes, sendo duas delas contra o técnico José Mourinho, que fez duras críticas à arbitragem do alemão Wolfgang Stark e insinuou que existe uma conspiração da entidade para ajudar o Barcelona.

Já o Real Madrid acusou Busquets, Daniel Alves e Pedro de "simularem agressões de forma persistente com o único objetivo de induzir ao erro o árbitro da partida, no que provocou a decisão claramente injusta de expulsar o nosso jogador Pepe". No caso, o time madrilenho reclama que o brasileiro Daniel Alves simulou uma lesão depois de receber uma dura entrada do zagueiro, expulso após cometer infração.

EFE
José Mourinho lança seu olhar 43 em coletiva. Barcelona pedia punição ao português por declarações
O Real ainda acusou Busquets de ter chamado o lateral-esquerdo brasileiro Marcelo de "mono", uma expressão similar a "macaco", com base em imagem de vídeo na qual o jogador do Barcelona fala escondendo a sua boca com as mãos. A Uefa, por sua vez, também rejeitou o protesto do Real contra o cartão vermelho aplicado a Pepe, que com isso não poderá atuar na partida de volta da semifinal, nesta terça-feira, em Barcelona.

Por causa de sua reação furiosa contra a arbitragem, Mourinho está enfrentando um processo disciplinar da Uefa e será julgado na próxima sexta-feira pela entidade. E, por ter sido expulso na partida de ida da semifinal, não poderá ficar na beira do gramado no confronto decisivo desta terça. A Uefa, porém, esclareceu que não irá abrir um novo processo disciplinar por causa da denúncia do Barcelona.

A entidade ainda informou que os clubes poderão entrar com recursos, dentro dos próximos três dias, contra as decisões anunciadas nesta segunda.

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanhaReal MadridBarcelonaUefa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG