O país tem sofrido com a violência das torcidas e escândalos de manipulação de resultados

selo

O presidente Michel Platini prometeu que a Uefa vai enviar especialistas para Atenas nos próximos dias com a intenção de ajudar a Grécia a fazer mudanças no seu futebol, revelou o ministro do Esporte e da Cultura do país. A Grécia tem sofrido com a violência das torcidas e escândalos de manipulação. 

Platini fez uma rápida visita a Atenas, onde se encontrou com o primeiro-ministro George Papandreou e Pavlos Geroulanos, o ministro da Cultura e do Esporte. Geroulanos disse que quatro equipes de especialistas da Uefa irão para a Grécia para fornecer conselhos sobre como lidar com manipulação de resultados, doping, violência e arbitragem. 

"É a vontade de ambos os lados para pôr fim à corrupção e à violência no futebol grego", disse Geroulanos. "Nós procuramos maneiras práticas para lidar com estas questões e contamos com o conhecimento da Uefa". 

Mais de 60 dirigentes de clubes gregos, jogadores, empresários e outras pessoas ligadas ao futebol estão sendo investigados sobre corrupção. Dez pessoas foram detidas sob a acusação de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. 

A investigação foi lançada depois que a Uefa mostrou para as autoridades gregas um relatório citando padrões irregulares de apostas, a maioria envolvendo partidas da Copa da Grécia e da segunda divisão grega em 2009 e 2010. 

No mês passado, a Associação Gregas de Futebol suspendeu as suas operações por duas semanas para pressionar o governo e os clubes profissionais a assumirem um papel ativo na limpeza do esporte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.