Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Uefa julgará técnico do Arsenal por descumprir punição

Apesar de proibição, Arsène Wenger passou instruções ao seu auxiliar em partida dos playoffs da Liga dos Campeões

AE |

selo

A Uefa abriu nesta sexta-feira um processo disciplinar contra o técnico Arsène Wenger por ter violado as regras da sua suspensão na Liga dos Campeões da Europa. O treinador do Arsenal estava proibido de ficar no banco de reservas e se comunicar com seu auxiliar durante a vitória por 1 a 0 sobre a Udinese, na terça-feira, pelos playoffs da Liga dos Campeões da Europa.

Mas Wenger passou instruções para o auxiliar Pat Rice através do assistente Boro Primorac, que se sentou ao lado do técnico nas arquibancadas. Wenger, que alegou que tinha autorização da Uefa para dar instruções indiretamente, foi advertido pela associação no intervalo de que esse contato não era permitido. Porém, Primorac continuou fazendo ligações durante o segundo tempo.

Wenger vai ser investigado por "não cumprir as decisões da comissão de controle e disciplina da Uefa". "De acordo com os regulamentos disciplinares da Uefa, um técnico não pode se comunicar com sua equipe durante o jogo no qual ele está suspenso e só pode acompanhar o jogo das arquibancadas", disse a Uefa em comunicado.

O Arsenal avisou que "vai apelar desta decisão". O caso será discutido pela Uefa na segunda-feira, dois dias antes do jogo de volta. Wenger recebeu a suspensão de um jogo por "conduta imprópria" depois que ele fez comentários críticos sobre o árbitro da partida em que o Barcelona eliminou a equipe inglesa na última edição da Liga dos Campeões da Europa.

Leia tudo sobre: arsenalfutebol mundialinglaterra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG