Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Uefa investiga jogo entre Schalke e Hapoel da Liga dos Campeões

Disputado no fim de outubro de 2010, partida teve vitória dos alemães por 3 a 1 sobre o time de Israel

AFP |

A partida da Liga dos Campeões entre o Schalke 04 alemão e o Hapoel de Tel-Aviv no fim de outubro estaria sendo investigada pela Uefa (União Europeia de Futebol) devido a um número de apostas pouco comum, anunciou neste sábado a imprensa alemã. Segundo o jornal "Suddeutsche Zeitung", a Uefa detectou um número muito grande de apostas provenientes da Ásia para esta partida da fase de grupos da Champions, na qual o Schalke 04 venceu por 3 a 1.

No total, foram apostados 12 milhões de euros pela vitória do time alemão com dois gols de diferença. Segundo a imprensa alemã, o ex-jogador brasileiro do Hapoel, Douglas da Silva, agora no Salzburgo austríaco, pode estar envolvido no caso por seus contatos no mundo do jogo e das apostas. "Todas essas acusações contra mim são falsas. Sou vítima de um ato de vingança", disse o brasileiro em um comunicado, no qual também falou de "condenações prematuras dos meios de comunicação".

Douglas denunciou em Israel o atleta Liron Zarko por ameaças, um ex-companheiro de equipe no Hapoel Kfar Sava, o clube onde jogou até 2008.Liron exige o pagamento de uma dívida de US$ 20 mil, segundo a edição em inglês do jornal israelense "Haaretz.Zarko" e seu pai também são suspeitos de ter ameaçado o brasileiro com a publicação de fotos comprometedoras caso não recebessem o pagamento, segundo o Haaretz.

O ex-treinador de Douglas no Hapoel, Eli Guttman, saiu em defesa do jogador. "Douglas é o melhor zagueiro com quem já trabalhei. É um jogador que não suporta perder, por isso as acusações me parecem infundadas", disse o técnico israelense.

Por sua vez, o treinador do Schalke 04, que encontra-se na Turquia em uma sessão de treinamento da equipe, disse estar surpreso com essas revelações. "Se ganhamos por 3 a 0 contra o Lyon em casa, não é nada extraordinário vencer uma equipe israelense por 3 a 1. Não sei porque falam de manipulação", afirmou Felix Magath.

"É normal que um time tenha mais dificuldades como visitante do que em casa", acrescentou, referindo-se ao empate (0 a 0) de sua equipe no campo do Hapoel na quarta rodada da fase de grupos, duas semanas depois da partida sob suspeita.

Leia tudo sobre: futebol mundialliga dos campeõesAlemanhaSchalke 04

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG