Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Troca de Alessandro por Lucas deixa Botafogo mais ofensivo

Porém, na hora de defender, o ex-titular ainda leva vantagem sobre Lucas, que enfrentará o Avaí

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Se quer privilegiar o ataque, os números mostram que a mudança do técnico Caio Júnior na lateral-direita do Botafogo foi correta. Na última rodada da Taça Rio, contra o América, o treinador escalou Lucas no lugar de Alessandro, que vinha sendo constantemente vaiado pela torcida. O resultado foi imediato: dois gols do novo titular. Mas a analise dos dados mostra que não foi apenas coincidência.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça a comparação entre times e jogadores

Segundo dados do Footstats, o jovem Lucas, mantido entre os titulares para a partida contra o Avaí, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, leva vantagem na maioria dos aspectos ofensivos sobre o experiente Alessandro, em partidas válidas pela Copa do Brasil. Porém, na hora de defender, o lateral de 33 anos ainda é mais efetivo que o companheiro de clube.

Nos cruzamentos, Lucas tem um aproveitamento bem superior ao concorrente da posição. Média de 2,7 cruzamentos corretos por partida, contra 0,6 de Alessandro. Inclusive, Lucas é o líder na categoria. No segundo lugar está Léo Moura, do Flamengo, com média de dois cruzamentos certos por jogo. Nos dribles, a vantagem é ainda maior para o jovem contratado nesta temporada. Na média, Lucas tem duas fintas corretas por jogo, contra apenas 0,1 de Alessandro.

Ganhando confiança com Caio Júnior, Lucas comemora o bom momento e a oportunidade de ser titular no Botafogo em pouco tempo dentro do clube. "Venho crescendo dentro das partidas e adquirindo mais confiança. Quando a oportunidade aparece, tenho de aproveitá-la sempre, tenho que estar pronto. Cheguei no começo do ano e já me sinto à vontade", declarou o jogador.

Porém, na parte defensiva, o lateral-direito Alessandro ainda se mostra mais eficiente. Na comparação de desarmes corretos, Alessandro tem média de 2,8 por partida, contra 1,3 de Lucas. Outra vantagem do experiente jogador está na manutenção da posse de bola. Foram 2,2 bolas perdidas por Alessandro, em média, contra 3,7 de Lucas por jogo. Nesta quarta-feira, porém, precisando vencer a partida contra o Avaí, ou mesmo empatar por mais de 3 a 3, a opção do técnico Caio Júnior continuará sendo por Lucas.

Leia tudo sobre: botafogoavaícopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG