Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Triste com saída de Kleber do Palmeiras, Valdivia diz ter mudado

Chileno diz que “Gladiador” não merecia ter ficado mal com a torcida e afirma que “podia ter sobrado” para ele

Francisco De Laurentiis, iG São Paulo |

O meia Valdivia e o atacante Kleber ficaram amigos quando se conheceram no Palmeiras, em 2008. Voltaram a se encontrar em 2010, quando retornaram ao Palestra Itália após passagens pelo futebol estrangeiro. Mas eles foram separados no final do ano passado, quando o “Gladiador” brigou com o técnico Luiz Felipe Scolari e acabou negociado com o Grêmio. Triste com a ida do colega, Valdivia reclamou da maneira como a saída de Kleber foi conduzida.

Veja também: Valdivia pede para diretoria falar menos e diz que comprou bicicleta

“Ele era muito querido por todo, era nosso capitão. Não merecia ter saído daquele jeito, com a torcida pedindo a cabeça dele. Nem sei o que aconteceu nessa semana (quando o atacante brigou com Felipão), foi muito turbulento e eu estava na seleção. Quando voltei, perguntei muito pouco, porque podia sobrar para mim”, afirmou o camisa 10, que aproveitou para desejar sorte a dois velhos amigos em Porto Alegre: “O Kleber tem vida nova agora no Grêmio, desejo que ele possa ser tudo o que ele quer. Também gosto muito do Caio Jr. (treinador do time gaúcho). Desejo sorte aos dois”.

Leia ainda: Valdivia elogia contratações, mas pede mais reforços no Palmeiras

Para não ter o mesmo destino que o “Gladiador”, Valdivia diz ter mudado seu comportamento. Nas férias, comprou montou até uma pequena academia em casa para manter a forma. Agora, a ordem é trabalhar mais e sair menos. “Eu me preparei, me cuidei, porque sei que não dava para ficar do mesmo jeito. E espero que tudo o que eu tenho na cabeça agora possa refletir na hora do jogo”, disse o chileno. “Não me considero ídolo, é uma palavra muito forte. Para se tornar um ídolo, tem que ganhar ao menos três a quatro títulos importantes, e isso eu não conquistei”, afirmou.

E mais: Barcos treina pela primeira vez com os companheiros de Palmeiras

Sempre caçado em campo (na vitória contra o Bragantino, pelo Paulistão, foram 9 ao todo), o meia também disse que vai reclamar menos com a arbitragem. “Não estou ficando bravo, estou tranquilo. Não tenho maiores problemas quanto a receber faltas, pode vir!”, desafiou o camisa 10. Valdivia volta a campo pelo Palmeiras nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), no Pacaembu. O adversário da noite será a Portuguesa.

Leia tudo sobre: palmeirasvaldiviacampeonato paulista 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG