Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Treinando o Inter, Falcão nunca perdeu jogo dentro do Beira-Rio

Somando as duas passagens pelo clube gaúcho, em 1993 e 2011, já são 10 jogos de invencibilidade

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Falcão não fez um trabalho brilhante quando foi técnico do Inter em 1993, mas deixou o time após um semestre sem ter perdido jogos dentro do Beira-Rio. Nas três partidas que fez em 2011 também não viu derrotas diante da torcida. Logo o técnico defende um retrospecto de 10 jogos sem perder em casa.

Números animadores, pois o Inter se classifica nesta quarta-feira, pela Libertadores, se vencer o Peñarol, ou se empatar em 0 a 0 com os uruguaios. A partida começa às 19h30 e vale vaga nas quartas-de-final da competição sul-americana.

Jefferson Bernardes/Vipcomm
Falcão no Beira-Rio é sinônimo de vitória
Em 1993 foram sete jogos de invencibilidade. No Brasileirão daquele ano Botafogo (1x0), Bahia (1x0), Cruzeiro (3x0) e Flamengo (2x0) deixaram Porto Alegre sem pontuar. Bragantino, Corinthians e São Paulo arrancaram um 1 x 1 na capital gaúcha (resultado que levaria a decisão desta quarta para os pênaltis).

O treinador ampliou o seu retrospecto em outros três jogos de 2011. O Inter fez 1 a 0 no Santa Cruz, pelo Gauchão; 2 a 0 no Emelec, pela Libertadores; e empatou no tempo normal (e venceu nos pênaltis) o clássico Gre-Nal do último fim de semana.

Para enfrentar o Peñarol, Falcão não confirmou a escalação e chegou a testar o Inter no esquema tático 4-3-3. O treinador cogitou a possibilidade de usar o sistema mais ofensivo, mas manteve o mistério. Confira a ficha técnica do jogo.
 

Leia tudo sobre: InternacionalPeñarolCopa Libertadores 2011Falcão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG