Heiko Vogel havia declarado que 7 a 1 dos alemães diante do Hoffenheim não se repetiria e falhou miseravelmente na previsão

Heiko Vogel não deu sorte com o palpite para a partida
AFP
Heiko Vogel não deu sorte com o palpite para a partida
Em entrevistas antes do jogo da terça-feira contra o Bayern de Munique pela Liga dos Campeões , o treinador do Basel, Heiko Vogel, não arriscou um palpite para a partida, mas pelo menos um temor ele não tinha: seu time não levaria sete gols do time alemão. A previsão acabou falhando miseravelmente, uma vez que os suíços saíram da Allianz Arena amargando exatamente um infeliz 7 a 0 .

Leia também: Bayern repete Barcelona, enfia sete no Basel e avança na Liga

"Eu não tenho medo algum de que o Bayern de Munique possa marcar sete gols em um jogo contra nós", disse o treinador na segunda-feira antes do jogo em entrevista. As declaração de Vogel foram motivadas pela sonora goleada por 7 a 1 aplicada pelos bávaros contra o Hoffenheim no último sábado, em partida válida pelo Campeonato Alemão . Mario Gomez, na ocasião, havia marcado três gols, feito repetido e ampliado diante do Basel, quando anotou quatro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O resultado foi mais do que suficiente para eliminar o Basel, que havia vencido por 1 a 0 no jogo de ida, e classificar o Bayern para as quartas-de-final da Liga dos Campeões . O placar ainda superou o feito do Barcelona , que na semana passada goleou o Leverkusen por 7 a 1 , e se tornou a maior goleada na fase de mata-mata da história da competição.

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.