Federação Irlandesa passa por problemas financeira, reflexo da crise econômica vivida pelo país. Italiano está no comando da equipe desde 2008

O técnico Giovanni Trapattoni aceitou uma redução de 5% do seu salário de técnico da seleção irlandesa para ajudar a federação local de futebol a enfrentar a crise econômica. Especula-se que o italiano receba 1,8 milhão de euros (cerc de R$ 4 milhões) anuais.

O treinador disse à edição desta quarta-feira do jornal "Irish Times" que os seus auxiliares, entre eles Marco Tardelli, também estão dispostos a reduzir o salário.

Trapattoni explicou que aceitou a medida depois de reunir-se com John Delaney, o secretário-geral da federação irlandesa. De acordo com o Irish Times, a entidade teria dívidas que superariam os cerca de 50 milhões de euros.

Trapattoni, de 71 anos, dirige a seleção da Irlanda desde 2008. O país se encontra em meio a uma recessão e acaba receber um pacote de ajuda financeira por parte da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.