Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Tragédia no Egito é uma das piores da história. Relembre

Confusão em Port Said se soma a outros episódios de violência e pânico que deixaram até centenas de mortos

iG São Paulo |

Getty Images
Torcedores do Liverpool entram em confronto com a polícia na Bélgica, em 1985
Ingredientes como violência da torcida, falta de organização e palcos precários, além do mau preparo de agentes de segurança, geram uma extensa lista de mortos no futebol. A tragédia desta quarta-feira, em Port Said, no Egito, encontra pares em quase todos os continentes, desde meados do século passado.

Leia também: Tragédia no futebol egípcio teve mortes por facadas e sufocamento

Confira abaixo uma lista com alguma das piores tragédias envolvendo torcedores na história do futebol:

- Peru x Argentina (1964, em Lima, Peru)
No total 318 pessoas morreram e cerca de 500 ficaram feridas. Motivo: Invasão de campo e brigas após o juiz anular gol do Peru no final do jogo. Portões fechados impediam a saída do público.

- River Plate x Boca Juniors (1968, em Buenos Aires, Argentina)
O superclássico do futebol argentino também se faz presente na lista das grandes tragédias do futebol. No episódio, 74 pessoas morreram e 150 ficaram feridas. Torcedores que tentavam deixar o estádio encontraram uma saída fechada e acabaram prensados por outros, que seguiam forçando passagem.

Veja mais: Jogo no Cairo é interrompido em meio a incêndio

- Celtic x Rangers (1971, em Glasgow, Escócia)
Sempre temperado pela violência (até por motivos religiosos), o grande clássico do futebol escocês fez 66 vítimas fatais e deixou até 100 feridos em 1971. Torcedores que voltavam ao estádio após um gol no último minuto encontraram outros, saindo. O alambrado cedeu e dezenas de torcedores caíram um sobre os outros.

- Zamalek x Dukla Praga-TCH (1974, no Cairo, Egito)
Em jogo amistoso no Egito (mesmo país do episódio desta quarta-feira), o estádio no Cairo não suportou a superlotação. Parte da arquibancada desabou, matando 49 pessoas.

- Spartak Moscou x Haarlem-HOL (1982, em Moscou, Rússia)
Até 340 pessoas morreram após uma grande confusão se formar entre torcedores que saíam do estádio, empurrados pela polícia em uma escada estreita e escorregadia, e outros que retornaram correndo após gol do time da casa no final da partida. Autoridades da então União Soviética não reconheceram este número de mortos oficialmente.

E ainda: Técnico português diz que polícia local foi omissa na tragédia

- Bradford x Lincoln (1985, em Bradford, Inglaterra)
Um incêndio, provocado por um bituca de cigarro, originou uma fuga em massa e pânico. No total, 56 pessoas perderam a vida.

- Liverpool x Juventus (1985, em Bruxelas, Bélgica)
Embora não tenha produzido o maior número de mortos, a "tragédia de Heysel", como ficou conhecido, é o mais emblemático dos episódios trágicos com torcedores de futebol. Numa final de Liga dos Campeões, torcedores violentos do Liverpool (os hooligans) entraram em choque com a polícia. Uma parede do estádio Heysel que separava as duas torcidas caiu. No total, 39 pessoas morreram.

- Muktijodha x Janakpur (1988, em Katmandu, Nepal)
Uma forte chuva de granizo atingiu o estádio e a multidão correu para se proteger. Houve confusão e pânico, causando a morte de 93 pessoas e deixando até cem feridos.

- Nottingham Forest x Liverpool (1989, em Sheffield, Inglaterra)
No episódio, que marcou a mudança total da estrutura dos estádios de futebol da Inglaterra, 96 pessoas morreram no estádio Hillsborough. Cerca de 200 pessoas escaparam com ferimentos.

E ainda: Brasileiro do Al-Ahly diz que 'futebol no Egito pode acabar'

- Guatemala x Costa Rica (1996, na Cidade da Guatemala, Guatemala)
Superlotado, o estádio Mateo Flores não tinha área de escape para uma avalanche de torcedores que se espremia na arquibancada. No total, 84 pessoas morreram.

- Hearts of Oak x Kumasi Ashanti (2001, em Accra, Gana)
Um briga entre as duas torcidas dos times de Gana, com intervenção policial e saídas fechadas causou a morte de 126 pessoas, além de 90 feridos.


Leia tudo sobre: Futebol mundialEgito

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG